segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Crónicas de Paris - parte 1

OK, não me perguntem quantas vão ser as crónicas de Paris nem quanto tempo vão durar: é até me apetecer e/ou se me esgotarem as fotografias e histórias.

Ora bem, entramos na badalhoquice: a cidade que tem um (aparentemente de vários) clones da estátua da liberdade tem lojas de brioches. E pior: brioches dourados, que devem ser uma qualquer variante marada do clássico chuveirinho. Só para disfarçar também tinha pain au chocolat e croissants... e há qualquer coisa de perverso em pedir um crrrrrrrrrroissant com o sotaque certo e não um "cruássã, faxavôr". Já agora, um pain au chocolat tem aquele nome todo pomposo, mas é só um "cruássã" com um bocadinho de chocolate dentro.

Procurei lojas de miniettes dourados, mas não havia. Uma pena!

17 comentários:

Eu Mesma! disse...

e experimentaste a especialidade da casa????

Abobrinha disse...

... o pain au chocolat era bom! Não cheguei a experimentar os "crúassãs" da casa, mas deviam saber ao mesmo, porque massa folhada é massa folhada.

JP disse...

Abo,
tanta especialidade junta.... tá visto que só frequentas estabelecimentos finos. ;)

As tuas sondagens no canto superior esquerdo estão um pouco desactualizadas. O que lhes aconteceu?

Beijos

Abobrinha disse...

JP

Eu é a fineza em figura de gente! E fui a uns cafezinhos muuuuuuuuuuuuuuito chiques em "Párrrrri". Num dos quais estava uma jovem mãe francesa a mastigar um bife mal passado com a boca aberta... fez-me lembrar uma cena do "Miss Congeniality". Mas ao menos não cheirava a sovaco! Noutro café... ... bem, eu depois mostro a imagem... digamos que a ASAE não ia achar piada àquilo!

As sondagens não estão esquecidas: aguardam dias de maior inspiração. Mas ela chega, não te aflijas!

Francis disse...

uma pena mesmo, um belo miniette é que era...

Sadeek disse...

Tás a ver porque é que tenho um ódiozinho de estimação a frança? Inadmissivel haver casas de brioches e nada de miniettes, não?

Como é que elas não hão-de achar graça a deixar crescer o pelo no sovacame... HAHAHA

BEIJOOOOO

Abobrinha disse...

Francis

Eu acho que devíamos ser pioneiros e iniciar essa cadeia de prestadores de serviços disfarçado de pastelaria. Se bem que aquelas casas onde vende bacalhau pendurado nas portas... não sei se me convence!

Abobrinha disse...

Sadeek

Não tive oportunidade de verificar isso experimentalmente: estava frio demais para eu ver a sovaqueira. Mas agora que falas no assunto, aquelas fulanas de sapatinho fino e meia demasiado fina... pareciam-me suspeitas...

(ao menos não cheiravam mal...)

Sadeek disse...

Disfarçam com "eau de parfum"...AAHAHAH

Joaninha disse...

Pois acho mal não haver os tais miniettes...Dourados, prateados, como for...

Depois ainda lhe chamam a cidade do amor, Bah! tretas!

beijos

Abobrinha disse...

Sadeek

... na volta! OU então o frio disfarça!

Abobrinha disse...

Joaninha

Já não se fazem franceses como antigamente!

Sadeek disse...

Pois...também pode ser...AHHAAH

Blondewithaphd disse...

Ó gaita, afinal não estás em NY?? Pois... não acho lá muita piada a Paris de França. Qu'est-ce que je peut faire?

Abobrinha disse...

Blonde

Nope! E já estou de volta à terrinha, onde não neva mas chove como se não houvesse amanhã. Adorei Paris, gostei de NY mas não amei. E daí não sei: na volta foram as circunstâncias da visita que não ajudaram. Mas pronto, sou capaz de voltar noutra altura.

Chocolate disse...

ests s fazer-me falta uma viagem se está...

Abobrinha disse...

Chocolate

Dar uma voltinha de vez em quando só faz bem! E esta voltinha fez-me maravilhas!