quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Olhar para trás... e sorrir

Este post da Eu Mesma obrigou-me a pensar na rapidez com que passou este ano. Relembrei a sequência de acontecimentos que levaram a que nos conhecessemos e tudo o que passamos juntas, tudo o que conversamos, tudo o que rimos... e é fantástico como uma pessoa que se tornou tão importante para mim tenha aparecido como consequência de algo tão desagradável. Aliás, ainda ontem comentava com outra grande amiga como era bom tê-la como consequência de outro abalo emocional com outros contornos. Suponho que seja a prova daquilo que sempre soube: nunca nada é absoluto, há sempre coisas más no que parece bom e algo de bom nas coisas más. O segredo? Aproveitar tudo o que é bom e aprender com o que é mau. E como eu aprendi...

Este último ano foi agitado e sereno. Mas a minha capacidade de cicatrização emocional está ao máximo e não me imagino agora de outro modo, porque dela depende a serenidade que entretando adquiri. Não foi fácil, tive altos e baixos, as paredes da casa pareceram ameaçar fechar-se sobre mim, senti-me sozinha ao ponto de quase me afogar nessa solidão... mas todos esses momentos maus são só recordações e muito dificilmente voltarão.

No meio de tudo isto, não me perdi. Pelo contrário: sou cada vez mais eu. E gosto! Muito, muito mesmo!

E sorrio ao olhar para trás e ver que não tive medo de assumir roturas definitivas com situações e pessoas que me faziam mal. Definitivas mesmo, porque há pontos de não retorno e coisas que não têm perdão possível. E outras roturas mais subtis, porque não interessa fazer grande estardalhado. Um pouco como aqueles peidinhos esganados mas que não têm cheiro, que só o próprio sabe que deu. Mas sorrio sobretudo a olhar para o que sou e onde estou agora. E para o que o futuro me trará, agora que estou mais forte e com maior capacidade de ser feliz. E que tenho amigos, independentemente da distância a que estão, independentemente do tempo que me podem disponibilizar.

E tenho-me a mim. Completa, segura de mim mesma.

38 comentários:

Eu Mesma! disse...

Minha linda...
não sabes o quão feliz eu fico ao ler as tuas palavras...

e nao apenas pelo carinho que falas de mim... acima de tudo... pelo carinho que recuperaste de ti :)

beijos grandes
:)

Storyteller disse...

E eu gosto tanto de te ler assim!!!
Só por isso, lambuzo-te de beijos (é o que dá estar a ver a série The L Word na TV...).
Chuac!

Chocolate disse...

è assim mesmo, costuma dizer-se que

"Há males, que vêm por bem!"

Bjs

Fada disse...

"E tenho-me a mim. Completa, segura de mim mesma."

E essa é uma sensação fantástica!!! :D
Parabéns pelas conquistas, mesmo mascaradas de roturas!

Xi-coração e beijinhos :)

JP disse...

Abobrinha,
Que me recorde... desde meados de 2007 que te visito e este foi sem dúvida o post que mais gostei de ler.
Enche-me de alegria saber que te sentes bem, renascida. Que aprendeste e cresceste...
Que bom!
Um beijinho

JP disse...

No entanto... sobre a EM!... não foi um exagero?
;))

Icon disse...

peidinhos esganados... a tua escrita faz-me sorrir!

quanto à EM!, também os posts dela me fazem sorrir.

ainda bem que se encontraram, que houve as mudanças, que... a vida nos trouxe a todos até aqui.

o blogger é do caraças! a verificação de palavras deste comentário é 'lymate'! poderia ser mais apropriado?

JP: ihih! se a abó exagerou ou não, n sei! mas acho que sim! ;)

Sadeek disse...

Tu és mulher do Nuooooorte carago....o que quer que isso signifique...AHAHAHA

És linda pá... :P

BEIJOOOOOOOOOO

annita disse...

Ainda bem que estás bem! Beijo e continua.

Joaninha disse...

beijos

Chinook disse...

É essencial estar-se bem consigo mesmo. Muito Bom...

Beijos

rds disse...

Feliz dia das ABOBRINHAS! bjokinha

Caranguejo disse...

Abobrinha!

Gosto de te ver assim positiva e de bem contigo mesma :) o passado mesmo que seja menos bom fortalece-nos. E se tiveste a sorte de no meio dessa tempestade encontrar e manteres coisas boas como novas amizades tanto melhor aqui se aplica o ditado “há males eu vem por bem…”

Beijinho e continua assim :)

Tinta Permanente disse...

"e ver que não tive medo de assumir roturas definitivas com situações e pessoas que me faziam mal"
Fantástico! E não é que fiz o mesmo no último ano que passou?? Fiz uma limpeza higiénica de fundo e sinto um alívio do tamanho do mundo!!
Beijo grande de amizade!
Tinta

Blondewithaphd disse...

Eia, mulher!!! Assim mesmo é que se fala!! Força aí! Girl power nisso!

Abobrinha disse...

Eu Mesma e Joaninha

Um beijinho para as duas. Só por serem como são e por partilharem o que são e o que também aprenderam com a vida comigo. E por me provarem que as amigas não se medem pelos quilómetros que as separam.

Abobrinha disse...

Storyteller

Ui, um bocadinho de "girl on girl action"? Já agora, onde estava a dar a letra L? É que eu adoro a série, que já deu origem a alguns posts badalhocos neste tasco.

Abobrinha disse...

Chocolate

Males virem por bem é outro departamento. Parte de uma outra reflexão que tive estes dias: como algo que não consegui acabou por ser uma coisa boa, embora na altura tivesse sentido isso como um desastre de proporções bíblicas. Entre outras coisas, neste momento pouco ou nada tem para mim proporções bíblicas. Nem as declarações do Saramago... e daí, sobretudo não as declarações do Saramago.

Abobrinha disse...

Fada

Obrigada. É bom este sentimento...

Abobrinha disse...

JP

És dos meus leitores mais antigos e também dos mais importantes. Mas acredita: o que disse da Eu Mesma não é de todo exagerado.

Abobrinha disse...

Icon

Baaah, eu não podia ter deixado que fosse só um post lamechas! Tinha que meter uma gracinha qualquer!

Abobrinha disse...

Sadeek

No contexto deste post significa que eu tenho tomates. E tenho e já o provei.

E tu também és um bonitão... para homem casado, claro!

Abobrinha disse...

Annita

Que saudades! Sim, estou bem. Estou mesmo muito bem e nota-se! Tenho tido é pouco tempo e pouca paciência para escrever.

Abobrinha disse...

Chinook

É uma conquista. Não é fácil, mas é necessário. Mas não é garantido: tenho que continuar a esforçar-me!

Abobrinha disse...

Raiodesol

E este ano até o festejei e tudo! Coisa pouca, mas festejei!

Abobrinha disse...

Caranguejo

Disseste também uma palavra importante: sorte! Há coisas boas que nos acontecem que são sorte, sendo que temos que ter o mérito de esperar por esses golpes de sorte e aproveitá-los. Foi o caso destas duas meninas que são tão importantes para mim.

Abobrinha disse...

Tinta

Sinto sempre um certo aperto quando sou obrigada a colocar alguém de parte. Mas tem que ser. E sim, assim que se assume que a rotura faz parte da vida, é um alívio.

Beijocas

Abobrinha disse...

Blonde

Também tiveste um abalo tremendo este ano e quando estiveste pior não consegui mandar-te uma mensagem de apoio (não estava com força).

Mas agora estamos ambas com força, não é? Isso é que interessa: o agora e o amanhã.

Asa Que Não Voa disse...

Que bom que estás assim!
Pareces uma mulher de garra

beijinhos

Krippmeister disse...

É mesmo importante estarmos bem conosco mesmo. Eu prórpio mantenho uma relação inabalável com a minha mão direita há alguns anos :)

beijinho

Demóstenes disse...

O peido borrou o texto!

Abobrinha disse...

Asa

Estou cada vez mais uma mulher de garra. E é bom!

Abobrinha disse...

Krippmeister

Eu, como gaja, sou de um modelo mais avançado que qualquer gajo. Tu és manual, eu sou digital. E depois, há mais acessórios para mim que para ti...

Abobrinha disse...

Demóstenes

Nah: o peidinho tirou-lhe o ar sério, que isto estava sério demais e não é suposto.

Storyteller disse...

A Letra L dá ás 5as feiras na Fox Life. E repete aos Domingos à noite!

rds disse...

hummmmm, estás inspirada!

Abobrinha disse...

Storyteller

Nada feito: não tenho Fox Life.

Abobrinha disse...

Rds

Sempre..