quarta-feira, 8 de julho de 2009

E você? Já fez alguma coisa pelo planeta hoje?

Um destes dias andava a Eu Mesma de candeias às avessas com a máquina de lavar roupa. Pois ontem andei eu às voltas com a minha roupa. No caso, que lavei à mão.

Comprei nozes de saponária, uma noz (mesmo) que liberta um detergente natural para a louça, roupa (à mão e à máquina) e ainda faz mais uma série de truques menos tirar um Nespresso com o George Clooney dentro (pena!).

Mas gostei! Não é o mesmo que enfiar um pó em água e ter um monte de espuma, mas é ecológico e não dá cabo das mãos. E depois, eu não andei a cavar terra: a minha sujidade é um bocadinho de "sulfato de sovaco" e pouco mais, daí que a potência dos detergentes normais também talvez seja algo exagerada.

E ajuda um niquinho o planeta!

Portanto fica a sugestão. Suponho que encontrem em praticamente qualquer loja de produtos biológicos (se não encontrarem, encomendem). Ou então aqui. De onde copio a informação:

"1kg de nozes de saponária (sapindus mukorossis) dá para aproximadamente 200 lavagens. Podes usar para substituir o detergente da máquina de lavar roupa, da máquina de lavar louça, o detergente manual para a louça, o limpa-vidros, o lava-tudo, o detergente auto, o champô para animais, o repelente para os insectos das plantas.

Quando as nozes de saponária entram em contacto com água, a saponina dissolve-se e promove o mesmo efeito de um detergente tradicional. Em substituição do detergente da máquina de lavar roupa, colocam-se cerca de 20g de nozes num pequeno saco ou numa meia, indo depois para o tambor da máquina de lavar. As mesmas nozes podem ser reutilizadas cerca de 4 vezes.

O aroma da roupa lavada com nozes de saponária é neutro. Se preferires que a roupa fique com um cheiro agradável, basta juntar umas gotas de essência no compartimento do detergente amaciador ou aplicar umas gotas no saquinho."

Já agora, eu gostei do cheiro da roupa. Falta-me experimentar na máquina, mas eu depois conto como foi.

37 comentários:

Ricardo disse...

eu já! continuo vivo e planeta agradece-me

Icon disse...

que giro!
fiquei com vontade de experimentar!!!

Eu Mesma! disse...

Sim sim...
experimenta lá tu primeiro e caso avaries a máquina ficamos logo a saber!!!!!

:)

eu reciclo tudo diariamente :)

NI disse...

Como hoje fumei mais do que é normal acho que não fiz grande coisa pelo planeta.

inwhitelight disse...

Eu ia perguntar isso mesmo...se também dá para usar na máquina. Nunca tinha ouvido falar dessas nozes :)

Bruxinha disse...

Faço algumas sim, esta ainda não fiz ;) mas vou experimentar :)

Storyteller disse...

Pronto! Mais uma coisinha em que gastar dinheiro! Obrigadinha, sim?
Mas como é pelo bem deste nosso belo Planeta Azul, vou experimentar.

Abobrinha disse...

Ricardo

Como já comentei do teu lado, ainda bem! Continua assim!

Abobrinha disse...

Icon

É muito engraçado, acredita! Não experimentei com roupa verdadeiramente suja e também ainda não tentei com louça, mas estou convencida de que vai funcionar!

Abobrinha disse...

Eu Mesma

Não pode avariar a máquina porque é suposto ficarem contidas num saquinho ou numa meia. O que pode acontecer é... não lavar! Mas é o que eu digo: eu não andei a cavar batatas, por isso também não há assim tanta sujidade para tirar! Digo eu!

Abobrinha disse...

NI

... isso é especialmente mau para ti, mulher!

Abobrinha disse...

Inwhitelight

Diz que dá para usar na máquina de lavar a roupa e a louça! Não me perguntes onde é que se mete na máquina de lavar a louça porque eu não sei!

Icon disse...

não sei onde vou arranjar o raio das nozes de saponária (e antes vou ter de decorar o nome) mas pretendo experimentar

Abobrinha disse...

Eu Mesma

Eu não só reciclo tudo como verifiquei que já o faço em piloto automático. Sou perfeitamente incapaz de deitar papel limpo, plástico ou embalagens para o lixo normal.

Em contrapartida, sou um desastre a gastar gasóleo!


Storyteller e Bruxinha

Depois não se esqueçam de contar como correu. Há também uns detergentes para a louça biológicos e muito bons. Ainda não comprei, mas já experimentei e são eficientes e não agridem as mãos. É mesmo de experimentar!

JPVale disse...

Abo!
Saponária!! É mesmo nome de gaja. Isso é o quê? Como funciona?
Estou a ver o esquema: dão um beijo e PIM!, do nada, surge um belo príncipe com umas luvas, um esfregão, um alguidar, um balde e uma esfregona nas mãos.
Por acaso essas nozes de saponária não vêm com gaja associada? Preciso dum donzela para me lavar e secar as costas durante e após o banho, respectivamente. ;)
Já agora, não sei se isso será assim tão biológico, sabias que as árvores (ao contrário do resto das plantas) segregam um ácido que corrói e destrói o solo? Ai pois é!!
Beijocas biológicas ;)

Senhor das Chaves disse...

Oh nina, eu num vou responder ao questionario da EuMesma porque nunca sei o dia em que a minha maezinha descobre o meu blog e me deserda lol

Abobrinha disse...

JP

Estás tolo? Gajos desses não caem do céu! E infelizmente não crescem em árvores. Mas deixa lá: do mesmo modo que não preciso de um gajo para me ajudar no IKEA, não preciso de um que me lave a roupa. Passar a roupa... isso já é negociável!

Quanto a beijos, também já me apareceram sapos, por isso tenho algum receio de arriscar. Mas ainda arrisco. E depois, os sapos também têm direito à vida... e a uns cachaços!

As árvores são uma porra para o ambiente: respiram e elaboram a fotossíntese. Ou seja, por um lado comem dióxido de carbono e transformam-no em oxigénio, por outro comem oxigénio e transformam-no em dióxido de carbono... seres pouco fiáveis. Um pouco como os bissexuais biológicos. Ao menos as fábricas só poluem. Mas nós sabemos o que esperar delas! E não fazem sombra nem deitam folhas para o chão!

... acho que vou deitar fora as nozes de saponária! Pensando bem, são uma porcaria!

Abobrinha disse...

Senhor das chaves

Se a minha mãe soubesse deste blogue matava-me! Mas deixa lá: só a ideia de PODERES responder em italiano já me bastou!

Sadeek disse...

Eu confesso que "nozes" a serem centrifugadas me dá uma certa e talvez inexplicável moínha no estomâgo...nãããã....prefiro fazer outras coisas pelo planeta que esta faz-me alguma confusão...AHAHA

BEIJOOOOOOOOOOOOOOOO

JPVale disse...

Abo! :))))

Santa Abrenuncia!! Lá está a tua fixação pelo IKEA e pela roupa, tens que perceber que os gajos não servem só para isso.
Aceitas um conselho d’amigo? Claro que sim! :)
Para a próxima “arranja” um Gajo que traga instruções, esteja dentro da garantia e muito bem lubrificado. Isso passa-te logo, logo.
Não tens nada que agradecer! ;)

Ok! Reconheço que árvores dão um jeitão... em particular a sombra, então se for com uma gaja por companhia... não me posso esquecer dumas do Parque Eduardo VII, que jeitão me deram nos anos 80. Tudo muito ecológico. :))

Storyteller disse...

JP,
que andavas tu nos anos 80 a fazer no Parque Eduardo VII? Tu e mais o Carlos Cruz e afins?
Que coisa esquisita!

...

Eu gosto de árvores! Sou estilo o Ideafix: parte-se-me o coração quando vejo uma árvore abatida. Mas isso sou eu...
Já agora, as árvores fazem a fotossíntese e, ao mesmo tempo, respiração (como todas as plantas, diga-se de passagem); mas a quantidade de oxigénio produzido é muito superior à quantidade de oxigénio comsumido. Por isso, o balanço é positivo.
Quanto à questão de libertarem um ácido que corrói o solo? Onde leste tu essa, JP? Que eu saiba as árvores são extraordinariamente necessárias para a preservação dos solos, além de os enriquecer e estabilizar?
Pronto, ok! Sou uma «tree lover»!

Fada disse...

Abobrinha, ouvi dizer é que as nozes deixam a roupa amarelada...

JPVale: ácido que corrói o Solo!?!?!??!?!?
Onde é que ouviste isso!?!??!?
Credo!!!

Beijitos :)

JPVale disse...

Story,
Nada disso!
Foram duas viagens de estudo distintas que deram em piquenique a dois e a quatro no PEVII, respectivamente. Nada de Carlos Cruz, apenas gajos e gajas, ... bem... com aquela idade seriamos antes putos e putas. :)

JPVale disse...

Fada e Story,
Li isso na Net precisamente nesta semana, agora não descubro aonde. Sei que era um artigo que se referia à diferença entre as árvores e os arbustos na defesa do solo durante o degelo (ou algo assim). A certa altura falava que as raízes das árvores segregam uma “ranhoca” que consegue corroer e abrir fendas nas pedras. Infelizmente não adicionei o link.

Os oceanos e os mares não libertam mais oxigénio e armazenam mais dióxido de carbono que as florestas? Creio que sim!

Icon disse...

JPVale: Continuo a achar essas idas ao Parque um bocado suspeitas...
Quanto às àrvores, isso verifica-se! Basicamente, as raizes fodem tudo! Basta pensarem naquelas árvores que deixam no meio da cidade e passado uns tempos têm o solo todo levantado à volta dela! Acho que não é pelo entusiasmo da árvore e também não me parece que seja temporário!
No entanto, continuo a dizer que as florestas fazem falta... Não é razão para se deitar tudo abaixo!

Essa das nozes deixarem a roupa amarelada é que já não me agradou tanto... Abo, lava lá mais umas vezes a roupa com a saponária e diz-me se está aprovado!

Abobrinha disse...

Sadeek

Conta lá o que é que fazes pelo planeta que envolva nozes. Estou curiosa!

Abobrinha disse...

JP

Bem, eu tentei ser subtil, mas tenho que dizer a coisa mesmo assim à bruta. Cá vai: os gajos não servem para companhia no IKEA (e aí incluo o meu pai) nem para lavar roupa (passar é negociável). Os gajos servem mesmo é para ESCRAVOS SEXUAIS!!!!

Entendeste ou é preciso um desenho?

Eu também gosto muito de árvores. De saponária ou outras.

Abobrinha disse...

Storyteller

Pois, eu tenho qualquer coisa de Ideafix em mim também! Não consigo evitar.

E eu sei esses factos todos acerca das árvores. Simplesmente estava a tentar lançar dúvidas em relação ao carácter das ditas. Não funcionou! Ainda bem!

Abobrinha disse...

Fada

Bem, a minha roupa não ficou amarelada. Mas eu vou avisando. MAs adorei a ideia, sinceramente!

Falhando tudo, diz que dá para lavar a louça! Ou então tenta só com roupa escura.

Abobrinha disse...

JP

É sabido que as árvores se defendem como podem. Para evitar crescimento de ervas e plantas que compitam com elas por alimento, algumas deixam cair verdadeiros herbicidas. Isso justifica que quem adormeça à sombra de um carvalho bastante tempo acorde com uma dor de cabeça forte!

Fora isso, há resinas de árvores que rebentam com a pintura de carros. E também cocó de pássaros!

Abobrinha disse...

Icon

Está prometido: vou relatar todas as minhas aventuras com as nozes de saponária!

Pétala disse...

Eu também reciclo tudo (tenho 4 caixotes do lixo na cozinha!) mas ainda não cheguei às nozes!

JOKAS

Sadeek disse...

Filhos, ó jeitosa!!! HAHAHAHA

BEIJOOOOOOOOOOOOOOOOS

Sadeek disse...

Filhos, ó jeitosa!!! HAHAHAHA

BEIJOOOOOOOOOOOOOOOOS

Abobrinha disse...

Pétala

Uma noz de cada vez. Um caixote de cada vez!

Abobrinha disse...

Sadeek

Os cínicos dizem que filhos é a coisa mais ambientalmente incorrecta do mundo. E eu concordo: quem pariu filhos que têm essa opinião devia ter apertado as pernas com força na hora do parto!

Fizeste tu muito bem em fazer filhos! E logo tão lindos! Isso só pode ser ambientalmente correcto! Com ou sem nozes de saponária!

Mimo Azul disse...

que boa ideia :D

beijoca