segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Comentário ao post anterior

Meus caros

Estava a contar com a referência ao Hannibal Lecter. Eu mesma já falei da famosa frase e de como gosto dela.

Estava a contar que alguns se lembrassem que a primeira parte do filme se passasse em Florença. Porque realmente foi para lá que fui. E adorei e vou colocar mais fotos e instantâneos.

Não acho normal que o JP reconheça as pastilhas para os difusores. Eu mesma pensei que era outra coisa quando os vi! Agora tens é que me dizer onde se compra essa coisa, porque realmente funciona! Nem um mosquito!!!

Não acho normal reconhecerem pelos rabos das esculturas que são não só italianas como Florentinas. Pior ainda: que são TODAS da Piazza della Signoria (Demóstenes... impressionante!) . A saber (e por ordem): David, Perseu e Neptuno. Eu voto pelo Perseu, pessoalmente.

Mas JP... reconhecer uma estátua pelo rabo??? Impressionante! Foi o nú com a faca no bolso que o denunciou, não foi?

Claro que se pode sempre perguntar porque é que eu andei a tirar fotos aos rabos das estátuas? Duuuuuuuuh, eu sou a Abobrinha e isto não tem andado badalhoco!

Conclusão: tenho uns leitores extremamente cultos!

... estou impressionada! Assim que possa colocarei fotos de mais coisas de Florença.

13 comentários:

JPVale disse...

Abo!
A Story não é a única a reunir coisa inúteis na cabecita. :)
Até há pouco tempo vendia-se o Vape e o Ezalo, agora não sei. Mas no mercado há algo que faz o mesmo efeito, são uns frasquinhos com liquido.
Sim, foi a correia e o nu com a espada na mão. A outra mão segura a cabeça da medusa. :)
A do David escapou-me, a do Neptuno não sabia.
A tua especialidade não são rabiosques? Qual é a surpresa?

Apresentaste em grande forma,
beijinhos :)

Asa Que Não Voa disse...

Abobrinha,

Somos todos muito cultos...
A história de Arte para mim, fez parte da formação académica, e Itália é uma paixão..
Da forma como colocaste o "assunto" digamos que não tinha olhado para as esculturas do ponto de vista dos rabiosques redondinhos

;-)

Piazza Di Roma?

beijinho

Abobrinha disse...

JP

Sim, tenho fotos das estátuas em si, que hei-de aqui colocar só para vocês terem a ilusão de que eu sou culta e viajada (e não tinha mais que fazer senão tirar fotos). Nomeadamente tenho uma série de fotos do Perseu e da Medusa a perder a cabeça. Tenho também uma figura não identificada a degolar um cidadão e achei essa deliciosa!

Hei-de tentar encontrar essas coisas para os mosquitos. Acho que isso não entra na categoria de "conhecimento inútil".

Abobrinha disse...

Asa

... pois dos pontos de vista mais interessantes são precisamente os posteriores! Mesmo porque... ... esquece, isso fica para outra altura.

Ou seja, podias ter sido a minha guia em Itália...

Eu Mesma! disse...

Eu confesso que sou de tal forma inculta em termos artisticos que...

não reconheci nenhum rabo que fosse...

é uma pena....

:)

Abobrinha disse...

Eu Mesma

COnhecer homens de pedra não é importante. O que é importante é conhecê-los de carne e osso... ... eu ia dizer e "de pau", mas isso ia ser um bocado badalhoco, por isso é melhor não...

Asa Que Não Voa disse...

Isso é que havia de ser bonito... nunca fui a Itália... conheço muito, mas há distância, por isso provavelmente perdiamos-nos. Além do mais mais conheço uma pequena parte do que o país tem.. muito provavelmente

beijinho

Abobrinha disse...

Asa

Pois eu à distância conhecia menos do que aquilo que pensava. E de arte não pesco nada. Mas hei-de voltar!

asaquenaovoa disse...

Claro que "pescas", não é necessário teres a formação, basta que sejas um pouco curiosa.

beijinho

NI disse...

Eu só consigo reconhecer um rabo: o do Sadeek.

Abobrinha disse...

Asa

Acho que me dava uma coisinha má se tivesse que decorar factos acerca de arte e arquitectura só para fazer cadeiras. Faz parte da minha (de)formação ter alergia a coisas decoradas. Mas fiquei com a curiosidade necessária e saudável de saber mais coisas.

Abobrinha disse...

Ni

E esse tem a vantagem de ser de carne e osso... especialmente a parte da carne!

Asa Que Não Voa disse...

Abobrinha,

Para mim a arte e arquitectura, são uma paixão, por isso não existem sacrificios, tudo flui naturalmente. A palavra decoração faz-me alergia...

Beijinho