domingo, 26 de outubro de 2008

QUe tipo de pessoa...

... regressa ao lar, às 3 da matina para descobrir que perdeu a chave de casa? Depois de vasculhar o carro, a bolsa e os bolsos do casaco continua sem encontrar a chave... para a encontrar pendurada na caixa do correio, porque realmente a última coisa que fez antes de sair de casa foi verificar o correio!

Uma pessoa assim NÃO pode ser uma pessoa normal! Simplesmente porque não! Ainda bem que os ladrões dessa terra têm um mínimo de brio profissional e são sérios!

Eu às vezes penso que há gente muito estranha à superfície da terra...

21 comentários:

Crest© disse...

Sim se a chave está no correio nao dá luta.

Mais vale deixar a chave na porta do lado de fora, do que debaixo do tapete :P

Salto-Alto disse...

LOL! Que sorte!!! :) Pelo menos ainda lá estava... ;p

O pensador disse...

Que tipo de pessoa?
Uma pessoa distraida.

Se é normal?
Claro que sim. O que não falta é gente assim!
Nunca me aconteceu nada do gênero, mas podia muito bem ter acontecido, acredita!

Bjs

Mulheka disse...

lol eu compreendo ese tipo de distracção. oh, se compreendo!

Paulo disse...

a mim acontece-me n vezes deixar a casa na porta, da parte de fora ;) normalmente estou em casa n tempo e as chaves ali à espera de que alguém entre..

;)

beijo*

Abobrinha disse...

Crest

E toda a gente a pensar que os ladrões o que queriam era vida fácil! Acho bem que haja brio profissional e ética no trabalho. Qualquer que ele seja!

Abobrinha disse...

SAlto-Alto

Não tenhas ilusões: a chave só lá ficou porque ninguém viu. E ninguém viu porque eu moro no fim do mundo! Tão fim do mundo que nem o catálogo do IKEA este ano cá chegou (tive que gamar o da minha mãe).

Abobrinha disse...

Pensador

Distraída? Nah! Com a cabeça completamente no outro lado é o que é! Mas pronto, ser um bocadinho alvoada faz parte dos meus encantos pouco compreendidos pela humanidade em geral (possivelmente por bons motivos).

Abobrinha disse...

Mulheka

Não sou a única!

Abobrinha disse...

Paulo

Para não me acontecer sair de casa sem chave, tenho por hábito entrar e rodar imediatamente a chave. Tem funcionado... até um dia!

Paulo disse...

eu tenho o habito de atirar as chaves para o armário. Funciona sempre que não me esqueço ;)

beijo*

shivaram disse...

Pois a mim já me sucedeu sair de casa e deixar a porta completamente escancarada. O que me valeu foi o vizinho da frente, que depois de alguns berros, verificou que não se encontrava lá ninguém e fechou a porta.
Eu nem dei por ela, vim a sabe-lo mais tarde pela boca do bom vizinho.

Carol disse...

O meu pai faz isso quase todas as semanas... Mas ele tem Parkinson... ;)

Abobrinha disse...

Paulo

Vá lá, tem alguma taxa de sucesso! Já não falta tudo!

Abobrinha disse...

Shivaram

Antes de mais, que saudades! Pena eu não estar em grande forma!

Tem a certeza que o vizinho fez isso mesmo? EU tenho a certeza absoluta que o meu é honesto, porque onde a chave ficou foi onde a encontrei! Ou isso ou ainda é mais totó que eu!

Abobrinha disse...

Carol

Bem... isso é um pedaço mais grave... lamento...

Djinn disse...

Do mesmo tipo de pessoa, que tranca o carro e deixa a porta aberta :P:P

Abobrinha disse...

Djinn

Trancar o carro e deixar a porta aberta? NUNCA! Claro que nunca, porque o meu carro nessa altura se recusa a fechar... mas já deixei a chave pendurada na fechadura do carro... e mais uma vez tive que depender da seriedade dos ladrões!

Mulheka disse...

*esse. Eu quis dizer "esse" lol

Pedro Barata disse...

Curti muito o teu blog. Parabéns. Se quiseres dar um pulo pelo meu:

www.aquelebagacinho.blogspot.com

Saudações

VCosta disse...

Quando era mais novo, chegava a deixar as luzes de casa ligadas, a porta aberta e/ou a chave na fechadura!!! hehehe
Luzes do carro e portas não fechadas à chave é banal tb...
Somos assim... que se há-de fazer!