quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Uma série de rapidinhas - 1

Bem, já que as badalhoquices com muitos preliminares e muitos entretantos não parecem render muitos comentários, tenciono lançar uma série de rapidinhas a ver o que dá. Em vez de uma mulher de uma por dia, vou ser (até quando me apetecer) uma mulher de várias ao dia! Rapidinhas!


A primeira estava prometida para a Allanah: pensei que eras a "pinxeja" dourada, não sabia que eras a ninfa que salva o lado de um bidão de óleo. Na volta é mesmo só a diferença no grafismo. Seja como for, estavas muito gira e a minha pequenina gostou dos bailados e da mensagem ambiental do conto.


A próxima rapidinha segue... quando me apetecer! Afinal, o blogue é meu e eu sou uma mulher moderna e independente!

9 comentários:

Joaninha disse...

Está muito giro!!

Bom e venham as rapidinhas, a malta gosta de rapidinhas!

O desejo esta girissimo.

antonio disse...

Os homens gostam de rapidinhas assim bem destribuídas...

Joaninha disse...

Antonio,

Bem distribuidas e variadas? Ou seja sobre os mais variados assuntos?
Ou só bem distribuidas?

Abobrinha disse...

António

Seis num dia, e o dia ainda nem acabou??? Mmmmmmmmmm... não sei se era assim qualquer um... sinto-me cheia de vigor hoje!

Vamos esquecer a parte em que ia sendo apanhada com o ecrã cheio de... bem... destas badalhoquices!

Allanah disse...

LOL, ok ok, tah giro!

Joaninha disse...

Olha a "princesa dourada"!!!

Krippmeister disse...

Bem, um gajo esfrega os olho por um segundo e a abobrinha rapidinha-se práqui toda...

Afinal o nome verdadeiro é Alana e aquilo dos dois "l" e o "h" é só pra se armar ao pingarelho. Foníx como é que há gente que usa esses nomes assim esquisitos com várias letras repetidas e "h"s lá pelo meio...?

Abobrinha disse...

Herr Krippmeister

Abobrinha... rapidinha... estás a ver? Mas rapidinha não é o mesmo que incompetentezinha! Foi tudo muito bem cuidado! E há mais de onde veio esta!

Abobrinha disse...

Claro que eu queria escrever "de onde vieram estes!