sexta-feira, 4 de julho de 2008

Qual a diferença entre um homossexual e um metrossexual?

Em poucos meses conheci dois meninos que depilavam as sobrancelhas. Um era homem-sexual e o outro mulher-sexual. Ou, em linguagem de gente, um era homossexual (ou gay) e o outro metrossexual. Como distinguir? Fácil: o homossexual usava lápis para definir ainda melhor a sobrancelha! E o metrossexual ainda não estava completamente à-vontade com a depilação da sobrancelha e tinha aquilo um bocado mal aparado. Aliás, os homens não estão à vontade com a noção de "depilação". Se se chamasse "depêlação" ou "despeloação" talvez as coisas fossem diferentes.

Oxalá a distinção entre um gay e um metrossexual fosse sempre tão fácil. Mas normalmente o uso de maquilhagem é um bom indicador. Para nortenhos há outra vantagem: um sotaque lisboeta falso indica um gay, enquanto que um sotaque lisboeta verdadeiro indica (em princípio) um lisboeta. Perdoem-me os lisboetas, mas é mesmo assim! Qualquer nortenho sabe isto!

Ora o que é um homossexual? É um gajo que gosta de gajos e de cultivar o corpo para o engate. E de conversar com gajas acerca de roupa, acessórios, gajos e alças de soutien. Simples! No fundo é uma gaja com tomates... literalmente! E o jeito que dá ter um par de tomates para aguentar com certos preconceitos! Isso ou um par de tomates podres para atirar à cabeça de certas pessoas. Um homossexual pode ainda ser um homem que lava à mão, à máquina ou ainda efervescente e com "baking soda" (mas sem diccionário). Há ainda o tidessexual e o arielssexual, que a concorrência é boa e eu gosto.

E um metrossexual? Ouvi dizer que é qualquer coisa como um gajo que gosta de compras, marcas e de cuidar do corpo e da pele. Não estou a ver que implicações isso possa ter a nível da sexualidade de um gajo (a não ser que algum creme provoque impotência ou seja à base de viagra). Afinal, uma t-shirt depois de ter sido atirada para o chão num momento de paixão tanto vale se é da Dolce & Gabbana como da feira de Espinho. Espinho lembra-me outra coisa: comboiossexual! Se bem que os comboios mais pequeninos que lá passam parecem-me ser metro também. Espinho é um mundo!

Vamos ao nome: "metro" e "sexual". Será então um gajo que faz sexo no metro? Nota mental: tenho que experimentar um dia destes! Ouvi dizer que "metro" vem de qualquer coisa como urbano. Ou seja, um pastor não pode ser metrossexual. Aliás, em termos de sexo o melhor que tem a fazer é sodomizar carneiros. Ou fazer sexo em cima da palha... mmm... além de ser mais fofinho que o metro, a probabilidade de apanhar uma pulga ou carraça deve andar mais ou menos ela por ela! Começo a ver vantagens na ruralidade!

Poderá um metrosexual ser um tipo com um falo de 1 metro? Não creio! Mas reparem: 1 m = 5 x 20 cm. Ou seja, pode ser 5 gajos com falos de 20 cm a sexar todos juntos... muito "cumbíbio"!

O que é o oposto de um metrossexual? Será um ruralsexual? Ou um centímetro sexual? Ou então muito do que por aí vemos, que são gajos desleixados com o aspecto e a saúde e ainda por cima deitam defeitos à gajas: que são gordas, que são magras, que têm poucas mamas, que são mamas a mais.

Ou seja, a diferença fundamental entre homossexuais e metrossexuais é que parece haver demais dos primeiros e de menos dos segundos. E quem se lixa são as gajas!

Mulheres, exigam metrossexualidade dos vossos gajos. Aos que escaparam das garras do desleixo ou da homossexualidade. À cautela... escondam o estojo de maquilhagem! Sobretudo o lápis de sobrancelhas...

18 comentários:

Joaninha disse...

Este post exige reflexão.
Voltarei mas tarde para comentar devidamente :)

- com - disse...

#:»]

Abobrinha disse...

Joaninha

Este post foi muito acidentado: escrevi-o directamente no blogger, demorei aí 1 hora e quando ia a publicá-lo... puffff! Desapareceu!

Tive que o reescrever, mas tenho que confessar que tinha ficado melhor à primeira. Depois ainda lhe fiz uns retoques, mas ele ameaçou ir-se abaixo outra vez, pelo que desisti e publiquei esta versão.

Por todos estes acidentes, é natural que hoje à noite faça pequenas modificações no texto. Mas estou mais ou menos contente com ele.

Abobrinha disse...

- com -

Isso é um emoticon muito kitado! O que quer dizer??

Abobrinha disse...

Acho que devia publicar um post de fufas, mas falta-me a inspiração.

- com - disse...

É só um emoticom metrosexual.
Quer dizer que ver gajos destes todos os dias é uma granda {s}oda!

Bizarro disse...

Nao exigam metrossexualidade de mim, isso sai mais caro que outros tipos de sexualidade, e qualquer bom economista vai-se aperceber que é um mau investimento e mudar-se para outras sexualidades mais baratas.
Claro que se metrossexualidade for a mais barata, pronto não há muito a fazer, porque os homens no fim de tudo necessitam é de qualquer sexualidade menos a Homo, e até eu teria que me remeter à metro, mas provavelmente diria a todos os homens para ser contra a metrossexualidade, e então iria tudo resumir-se a um staring eye contest.

Não sejas revolucionária abobrinha, podes ser o elemento catalizador da extinção da especie humana devido a não haver sexo!

Abobrinha disse...

- com -

Neste blogue é permitido dizer asneiras. A única coisa que está condicionada é a rima forçada.

Eu não vejo gajos desses todos os dias. Quer dizer, homossexuais vejo quase todos os dias (tidessexuais e arielssexuais não tenho visto), mas metrossexuais nem por isso.

Abobrinha disse...

Bizarro

Nada na sexualidade sai barato nem é fácil. É uma ilusão pensar uma ou outra coisa. Exigem esforço. Claro que isto é só se as coisas forem bem feitas, porque para fazer só asneiras de qualquer maneira serve.

Uma coisa que não passou neste post, devido a todos os incidentes que envolveram a publicação (tive que o reescrever à pressa) é que eu não sei definir metrossexualidade. Nem quero! Aliás, eu odeio meter pessoas em caixinhas, pelo que não tenho interesse em chamar metrossexual a ninguém.

Só queria ter mais paisagem para olhar, sinceramente. É que a paisagem actual é uma miséria! No fundo, o que eu reclamo dos homens é algum do esforço por parecerem bem como recompensa pelo esforço que fazem as mulheres para fazerem o mesmo. Parece-me minimamente razoável.

Eu querer ser revolucionária? Com homens? Desisti. É mesmo só da boca para fora. De catalisador também não sirvo e se a raça humana se extinguir poderá mais facilmente ser porque as fêmeas deixem de ter interesse nos machos e virem todas fufas... e eu devia definitivamente escrever um post de fufas...

Bizarro disse...

As femeas virarem todas fufas... Acho que é os homens que estão todos a virar gays, ha cerca do dobro de homosexauis masculinos do que femininos (procurei a minha fonte e não encontro...)

Mas isto é tudo lei da procura da e da oferta. Eu derreto-me por mulheres que sabem cantar, mas a maior parte dos homens derretem-se por mulheres boas, e a maior parte das mulheres derretem-se por gajos brad pitt, mas só que a longo prazo as mulheres deixam de se interessar pelos brad pitts, e os homens não se deixam de interessar pelas angelinas... Ta mal!

Abobrinha disse...

Bizarro

Há um tempo em conversa com a Karin disse com grande desgosto que, apesar do que pensava inicialmente, conheço imensos homossexuais. Alguns são meus amigos e eu gosto muito deles, mas... é um desperdício!

Não tenho números nem autoridade nem fontes, mas creio que também haverá muitas mulheres bissexuais. O que é, não são muito óbvias e não farão a mudança de hetero para homo (que como toda a gente sabe, lava mais branco). Depois, gay ou não, a maioria das mulheres tem o desejo da maternidade. Parecendo que não, isso implica um parceiro e não uma parceira.

Quanto aos Brad Pitts, as mulheres fantasiam com eles e olham para eles. Infelizmente eles estão só nas revistas e a única reacção que os homens têm a eles é mesmo a inveja. As mulheres têm inveja da Angelina, mas tentam (dentro das suas limitações) parecer-se com a Angelina. Para muitas vezes serem desdenhadas ou para terem Brad Pitts mais para o Jack Black a tentar comer de dois pratos (e dizer mal dos dois).

Outra diferença: as mulheres conseguem ver o tempo a passar, mas os homens não. E de facto, o tempo passa de maneira diferente para uns e outros e não há como dar a volta a isso. Um homem de 34 anos é mais novo que uma mulher com os mesmos 34 anos. Há muito que sei isso, mas também não me adianta de nada.

Posso parecer desencantada, mas de momento é como estou. Escolho sempre bem (com uma excepção), atiro-me de cabeça, sinto tudo muito intensamente, mas tenho um sentido de timing errado... uma mistura explosiva. Uma Angelina não faria isto, suponho. Mas eu não sou a Angelina. Sou a Abobrinha.

Abobrinha disse...

Bizarro

Mulheres que saibam cantar... mmm... tem que ser bem? E que estejam a aprender, conta? Que tipo de música?

Vieira Calado disse...

Eu é que não percebo nada disso.
Desculpe... sou doutro tempo.
Cumprimentos

mindmakers disse...

Ahahaha, do piorio este post. :)

Rui.

Bizarro disse...

Para teres uma ideia, quando era mais novo (um bocado mais) tive uma paixao pela dolores o'riordan, e ainda tenho uma certa afeição pela sinead o'connor

Abobrinha disse...

Vieira Calado

Se alguém ficou a perceber o que é um metrossexual com este post, temos um problema. Isto porque parte da intenção era baralhar.

O problema é que a dada altura, entre baralhação natural e acidentes com o texto e o blogger, isto ficou mais desconexo ainda do que devia.

Abobrinha disse...

Mindmakers... já escrevi beeeeeeeeeeeem pior! Aliás, ando com falta de inspiração.

Abobrinha disse...

Bizarro

Não se pode dizer que tenhas mau gosto. Nada mesmo! A Dolores é linda e tem uma voz fantástica.

A Sinead O'Connor... não sei! Tem uma voz que chega a agudos engraçados, mas... há qualquer coisa que não está ali bem. Não é o cabelo rapado, mas o cabelo é uma indicação. No fundo acho que estou a dizer que a moça é um niquinho de nada estrambólica e exibicionista demais. Dito isto, arrepiei-me tanto com o "nothing compares to you" como qualquer cristão.

COm que então vozes agudas... vou-te dedicar um post...