segunda-feira, 23 de junho de 2008

ASAE prepara-se para f...

... fazer asneiras.



Não entendo porque é que esta sex shop se chama contra-natura. Mais: esta sex shop não é uma sex shop! E porquê? Porque não existe sex shops em Portugal. Porquê? Não sei! Mas não existem. Senão ofendiam as pessoas de bem (o que quer que isso seja).

Seja como for, quando for a Lisboa (e se não ficar muito fora de mão), vou à Rua Nova da Trindade ver qual é o galho. Ou o pau.

Ora uma inspeção da ASAE a uma sex shop (perdão: a uma loja de venda de produtos de massagem e lúdicos, como brincadeiras para despedidas de solteiros)... quais serão os items a verificar?

1. Não está a mais de 300 m de locais de culto.
Resposta: Senhor inspector, local de culto só se for o estádio da Luz ou um centro comercial. Onde é que vê um a 300 m?

2. Os produtos podem ser perigosos porque funcionam a pilhas e elas podem babar.
Reposta: As pilhas sem "h" também babam e ninguém ainda se queixou. E as pilhas com "h" ao menos não fazem filhos nem transmitem doenças.

3. Os vídeos não são suficientemente porno.
Resposta: Pois é, senhor inspector, mas isto não é uma sex shop. Isto é uma casa de venda de produtos de massagem, lingerie exótica e brinquedos. Uma casa de respeito como as outras. Pagamos impostos, e passamos recibo, mas estranhamente toda a gente prefere pagar a dinheiro.

4. Então e ao menos um peep-show?
Resposta: Isso é noutro local de culto.

Eu por acaso tenho uma queixa de um produto que estava numa loja deste calibre numa perpendicular a Sá da Bandeira no Porto: tinha um fato de mulher de rede de corpo inteiro e estava rachado na... mmmm.... na volta não seria defeito... na volta aquela racha era de propósito... acho que vou ter que ir lá investigar de novo!

13 comentários:

Karin disse...

Pois com certeza, a coisa mais importante a fazer neste país é mesmo inspecionar as sex shops.
As casas de banho nojentas que os estabelecimentos de Alfama e Mouraria oferecem aos turistas, a falta de higiene nas cantinas e WCs escolares e a falta de casas de banho públicas que obriga os trabalhadores da noite e outros a mijar contra as paredes e muros são de certo considerados colorido local.
É sempre o mesmo neste país: evitam-se os problemas a sério e inventam-se problemas da treta fáceis de resolver e com capacidade de entretenimento para os telejornais.
Também, com o nosso fantoche residente (Cavaco silva) e criacionista de serviço (Sócrates Sousa),só nos resta rezar para que Espanha noe reconquiste.:)
bjs

Joaninha disse...

Claro que não é um sex shop, é uma loja de artigo eroticos, são coisas completamente diferentes.
Agora tolo, tolo é mesmo a lei, mas tá-se bem ;)

Abobrinha disse...

Karin

Claro que inspeccionar as sex shop é importante! É a qualidade do sexo que está em causa. Agora as casas de banho o que é que interessam? O que é que fazes numa casa de banho? Exacto!

O Sócrates não é criacionista. Quem é criacionista é a mãe dele. Acho eu! Dito isto, não me interessa.

Abobrinha disse...

Joaninha

Eu acho uma parolice as sex shop: gajo que é gajo compra essas cenas na net. E mai'nada! EU mesma já dei aqui dicas com o clone-a-willy e o clone-a-pussy. E acho que falei de um ovo da Ann Summers.

O pessoal tem que se adaptar às novas tecnologias. QUe são reveladoramente... digitais!

Karin disse...

Ok, o Sócrates é filho duma....criacionista.
bjs

Requiem disse...

Espero que não fechem as da baixa, senão o que é que eu fazia durante a hora de almoço????

Ia passear para a FNAC não?

Anónimo disse...

É estranho.
Para mim sexshop são mesmo aquelas meninas e meninos a 'atacar' estilo 'assistentes sociais'
Não há condições.
A ASAE cuja pagina de entrada tem um quadradinho para denuncias, inspecciona o quê nas lojas de artefactos? se têm CE aposto?
Ganda noia.
dedicado Valetorno

Abobrinha disse...

Karin

Vá, não quero palavrões no meu blogue! ;-)

Abobrinha disse...

Requiem

Eu por acaso se fosse a ti aproveitava a hora de almoço para... almoçar...

Abobrinha disse...

Valetorno

Assistentes sociais? Mmmmm... pensava eu que enfermeiras e dominatrix teriam mais saída. Nunca vi ninguém com uma tara por assistentes sociais, mas cada qual com a sua!

Não faço ideia porque é que se tem que contornar a lei para poder abrir uma sex shop nem o que é que se fiscaliza numa. Não sei se é mesmo para saber, para falar verdade.

Vieira Calado disse...

A ASAE parece a Santa Inquisição.
Cumprimentos

Marycarmen disse...

O que se fiscaliza numa sex shop?
Eu por mim achava útil fiscalizar se os produtos vendidos eram mesmo novos, ou se já tinham sido utilizados. É que parece-me que vêm em embalagens que não são invioláveis, e imaginar que o meu ovo já tenha andado debaixo de outra galinha tira-me um bocadinho a vontade de brincar.

((eu estou meia a brincar meia a sério. É que acho a ASAE tão do outro mundo que nada já me vai parecendo caricato))

Marycarmen disse...

Olha só para esta pouca vergonha!
http://etc.hitechlive.com.br/utilitarios/hello-kitty-vibrator/

Ele há com cada uma...