domingo, 8 de junho de 2008

Como Serralves saiu do armário

O que é um armário antigo cheio de bolas de naftalina? Ou um armário antigo crivado de pregos e com umas linhas ligadas?

O que será umas 10 mulheres vestidas de preto, óculos de sol pretos, com um lenço, uma mala e sapatos vermelhos?

E um jogo de futebol projectado numa tenda e relatado com músicos jazz a fazer o acompanhamento?

A resposta a todas estas questões é: é arte. Porque arte é arte. E arte é tudo aquilo que eu digo que é arte.
Eu não sei o que é arte e vivo feliz assim. Se isso me faz entendida ou não em arte, não quero saber e tenho raiva de quem sabe. Mas toda a gente sabe que eu gosto de ir a Serralves e que Serralves esteve em festa este fim de semana.

Eu não estive 40 horas em Serralves, mas hei-de ter estado aí umas 4-5 horitas, sábado ao fim da tarde. Por um lado gostei muito porque tinha povo de carago. Por outro lado estou habituada a ver aquilo mais sossegada... mas é sempre bom ver povo e muitas famílias. Encontrei mesmo amigos que não estava a contar e já marcamos novos encontros, pelo que foi positivo por natureza.
Em termos de arte, houve ovelhas. Mas "ovelhas" soa mal. "Moutons" é mais chique, por isso tivemos "les moutons". Era uma performance! Eu não vi a performance, mas por esta imagem toda a gente sabe que estes tipos se inspiraram na praxe da Faculdade de Engenharia do Porto, onde os caloiros comiam ervinha. Não sei o que tinha a erva, mas a alguns fez bem. Arriscar-me-ia a dizer que aqueles que comeram ervinha onde tinha cocó de cão tiveram mais sucesso profissional (e daí, talvez não). Está visto que comer erva é bom e é uma performance, mas esfregar bosta de vaca é para parolos que ainda por cima deviam saber que a "ingrícola" não está com nada. E tirei umas ideias para indumentária a adoptar se engordar uns quilinhos (dispenso o badalo).


O que vi foi umas 10 gajas vestidas de igual. A coisa estava anunciada como "Quem são estas mulheres? E o que querem elas? Será que os seus sapatos de saltos altos vermelhos põem em causa a segurança nacional? Red Ladies trazem ao Porto uma performance contínua que apresenta um grupo de mulheres vestidas de forma idêntica. Red Ladies mantêm um olhar sobre as coisas. Elas observam. Elas testemunham. Elas colhem evidências. A sua missão é celebrar o espaço público como um sítio de protesto político."

Não me pareceu que elas observassem, testemunhassem ou colhessem evidências. Muito menos me pareceu que pusessem em causa a segurança nacional e menos ainda que fizessem algo aparentado com um protesto político. Mas pelos vistos eu sou uma parolona que não percebe nada de arte. E vivo feliz assim! Uma coisa é certa: correr com aquele saltos não é para meninos. Filmei um vídeo da alegada performance e sou capaz de o tentar pôr no youtube.


Uma outra performance que não vi foi "Do not play music through your mobile phone loudspeaker. It doesn´t make you cool. It makes you fucking annoying" e tive pena. De onde se conclui que o dirty talk não é de parolos está na moda e é arte (especialmente se dito em "estrangeiro". Ou seja, vou ter que começar a escrever palavrões para acompanhar a arte. Ora parece que me basta traduzir este post (que me deu um gozo incrível escrever!).

Ficam a saber quando forem fazer um pic-nic que não é só um pic-nic: pode ser uma performance, basta travestir a coisa da maneira certa. No caso, ser palavroso: "Pic-nic - O projecto resume-se a colocar uma mesa de merenda no parque de Serralves, sublinhando o carácter iminentemente popular do Serralves em Festa, mas também a forma como a instituição museológica tudo transforma em obra de arte, podendo aquele objecto ser confundido com uma escultura, e os usos que dele se fizerem com uma performance". O que reforça o que eu disse: arte é tudo e tudo é arte. Eu ia dizer uma porcaria qualquer como uma ida à cagadeira pode ser arte, mas tenho a certeza que alguém já pensou nisso e fez mesmo uma performance. Tristeza...

E porque é que Serralves saiu do armário? Bem, eu não sei se saiu do armário. Mas lá que os armários sairam para Serralves, sairam! Porque estes e outros estavam no jardim. A fazer o quê? Não sei: é arte! E arte é tudo o que o Serralves diz que é arte. Nem que seja bolas de naftalina ou camélias meias murchas dentro de um armário.

Se arte é tudo e tudo é arte, um jogo de futebol também é arte. Especialmente quando ganhamos 2-0! Afinal o futebol não é parolice: é mesmo arte! Não tenho muitas fotografias desta performance porque estava num sítio muito fraquinho. E também porque só estive lá cerca de 5 minutos: tinha um convite para sushi! E não se diz não a um convite para sushi.


Chamo a atenção que o meu próximo post além de ter mais arte tem também fotografias a que achei mais piada... e uma minha de corpo inteiro...

3 comentários:

Krippmeister disse...

Encher a rua de mulheres boas de salto alto parece-me sempre uma excelente ideia, seja arte ou não!

Abobrinha disse...

Herr K

Mas quem é que te disse que elas eram boas? De qualquer modo fizeram-me rir (do ridículo), por isso é sempre positivo.

Eu tenho uma teoria de que arte implica nús e elas estavam vestidas de cima abaixo, por isso não pode ser arte. Até que um dia destes estava com um livro de fotografia na FNAC e por um momento pensei que estava a ver o sexy hot (estás a ver explícito? Era mais adiante). Fiquei um pouco confusa e pousei o livro....

rds disse...

ola, como estás? bem pelo visto.
Achei que as tais mulheres podriam ser uma critica sobre a igualdade a que se metem as mulheres de serem cópias umas das outras, na moda, da roupa ao corte de cabelo. Sem respeito às diferenças.
Mas os tais armários gostei do branco.
Belas fotos, ah! preto te cai bem,.....! Mas parecia calor, não?
As fotos do Museu e espetáculos foram otimas, pena sumiram, aplaudo bastante quem não usa perucas principalmente.