quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Adenda ao "Ela é um bocado tipo peixe morto"

Os comentários ao post anterior fizeram-me lembrar de várias coisas. Uma delas vai-me atormentar para o resto da minha vida: será que o meu amigo que efectiva e comprovadamente comeu a nossa amiga é competente? Brrrrrrrrrrr, tenho que jogar muito tetris para ver se me esqueço disso ("o jogo poderá ter aplicações terapêuticas no domínio do stress pós-traumático, ajudando as suas vítimas a ter menos “flashbacks” penosos relacionados com o episódio traumático vivido").

A outra coisa que me ocorreu é que de facto a minha amiga, como todas as mulheres, era de facto um peixe morto. Concretamente: um bacalhau seco e salgado. Como todos os homens em condições gostam (o que exclui homem-sexuais, "frígidos" e más línguas). E o que quero bacalhau? O bacalhau quer alho! OK, alguns bacalhaus querem outros bacalhaus, mas não vamos entrar (salvo seja) no tema fufas! Seja como for, ninguém come bacalhau seco... é sempre preciso demolhar em condições... o que é uma arte!

A outra coisa em que pensei foi no Ordenalfabetix, o peixeiro da aldeia do Asterix que vende peixe morto. Peixe morto? Mas o peixe que se compra numa peixaria já está mesmo morto! Pois... mas o dele está mais morto que o costume. Um elemento muito útil numa aldeia cujo alimento preferido é javali inteiro. E útil porquê? Porque os peixes são excelentes para bater em bardos que cantam mal. Ou seja, más línguas... afinal, peixe não salgado, morto e a cheirar mal é útil! O Assurancetourix (o bardo) é, neste caso... o meu amigo que ganha mais em estar calado!
Ocorreu-me ainda que uma boa maneira de ter a certeza que ninguém vem comer do nosso prato (no caso das mulheres, o prato do dia é salsicha... ou alho...) é dizer mal do material! Que é mau na cama e absolutamente patético no sofá! Que não sabe fazer nada, que só o aturamos por pena e como estudo académico de mau sexo... com um bocado de sorte alguém acredita e temo-lo só para nós! É que a concorrência é lixada! E uma mulher nem sempre pode confiar nas amigas...

15 comentários:

Eu mesma! disse...

Abobrinha
um conselho....
se não queremos que as amigas venham ter com os nossos homens... e da minha experiencia é...

ou escolhemos melhor as amigas....
ou não apresentamos os meninos a elas...

ou entao...
na descrição do "enrolanço" não falamos demasiado mal mas... dizemos aquele pormenor lindo... tipo.... o gajo estava de braços e pernas abertas... santa paciencia!!!!!!

:)

Salto-Alto disse...

LOOOL!!!!!! A do bacalhau quer alho mas nem sempre foi a melhor da semana!

pinxexa disse...

Não concordo nada com isto!
Se precisamos de esconder o homem das amigas alguma coisa vai mal ou com a relação ou com o homem!

:\

Sadeek disse...

Esta última técnica não funciona. Eu sei do que falo. Afinal sou a pior queca de sempre e faço de questão de avisar logo. Embora agora não veja necessidade nisso. Mas são hábitos antigos. E elas, as mulheres, qurem comprovar se será mesmo verdade. E a ser querem ajudar-me a melhorar. Sim, porque sou um gajo simpático e mereço...AHAHAH

BEIJOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

GATA disse...

Ahhh, essa do peixe morto faz-me lembrar um frase atribuída ao Adam Levine (vocalista dos Maroon 5) sobre a sua noite de sexo com a Maria Sharapova (tenista russa): "she just lay there like a dead frog!" :-)

Eu mesma! disse...

Saddek...
e que tal aprenderes com filmes?

è que isto de ensinarmos a um homem como se mexer.... não há paciência mesmo!

Abobrinha disse...

Eu mesma

Nas descrições do enrolanço eu nunca vou mais longe que um sorriso enigmático.

E sim, é também preciso ter cuidado com as amigas. Mas há uma coisa que se chama selecção natural. De gajos e de amigas. Que às vezes faz vítimas.

Abobrinha disse...

Pinxexa

Lá está: ou com as amigas!

E sim, não há necessidade de esconder nada. Mas não há necessidade de descrever com pormenores tudo, pois não? Mas se houver, por mim também está tudo bem!

Abobrinha disse...

Sadeek

Quero lá saber! Tu és um homem casado!

Abobrinha disse...

Gata

Lá está: ele é má língua! E na volta não comeu a gaja. E mesmo como "dead frog", tenho a certeza que gemeu de carago (tenho um ou dois posts acerca disso): tem a tendência a fazer isso quando apanha bolas...

Dito isto, ele está cheio de sorte porque ela não entrou em piloto automático e não desatou a bater nas bolas com força. Ela pode ser um sapo morto, mas é um sapo morto com uma força brutal!

Abobrinha disse...

EU mesma

Em relação a ensinar... eu acho que o ensino é uma actividade muito nobre. Com ou sem avaliações...

Sadeek disse...

Bahhh...."EU"....toda a gente sabe que os filmes são basicamente imagens alteradas...é ficção senhora...o que pode provocar uma grande frustração a quem não conseguir efectuar algumas das "manobras"....prefiro ter aulas...AHAHAHHA

BEIJOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

Sadeek disse...

mas o facto de eu ser um gajo casado anula-me para tudo o que seja dar a minha opinião, pá?!?!? HAHAHAHAHAHAHAHAAH

pinxexa disse...

Não não anula menino saddy, anula é que peças que te ajudem, não? Como é que te podemos ajudar? Aulas teóricas? Alguem aprende alguma coisa com teorias?!

;-)

Abobrinha disse...

Sadeek

Pois... a Pinxexa já te respondeu, certo? Embrulha! E olha que não é preciso muitas manobras.