terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Tudo sobre o Pedro

O Pedro é reles. É um verme, que só se dá com vermes como ele. O Pedro não quer a amizade dela. Ela tentou ser amiga dele, mas ele não consegue e ela tinha isso para lhe oferecer. Mas agora não: já não consegue dar-lhe isso.

O Pedro é maluco. Mais: já esteve num hospital para malucos. E quantas pessoas é que o visitaram no hospital de malucos? Não sei, não consegui ouvir o outro lado do telefone. E o Natal? Sabem com quantas pessoas o Pedro passa o Natal? Eu também não, porque de novo não consegui ouvir o outro lado do telefone, mas a minha estimativa é de que ande perto do número de pessoas que o visitaram no hospital de malucos.

O Pedro é baixo. Por esta altura já não tenho a certeza de que isto seja uma descrição física ou de carácter. Mas inclino-me mais para a última, não sei porquê. E só se dá com pessoas baixas (e com vermes, como se pode ver no primeiro parágrafo).

E ninguém o enganou. Ninguém o enganou. Ninguém o enganou. Assim mesmo: três vezes, mas repetido bastante alto.

E pensam vocês: fogo, este Pedro deve-te ter feito das boas!

A mim? Naaaaaaaah! Pois se eu nem sei quem é! E Pedros há muitos! Este Pedro é um Pedro qualquer com quem falava uma moça da minha idade ao telemóvel no centro comercial com ar possuído. Possuída suficiente para eu ouvir tudo sobre o Pedro. Não que me interessasse!

... se bem que a dada altura fiquei na dúvida se realmente havia alguém do outro lado do telefone! Nomeadamente um Pedro! E a maluca sou eu?

22 comentários:

Bruxinha disse...

Isto é com cada uma :)

Essas conversas por vezes incomodam,já tive vontade de tirar os telefones a algumas pessoas e quase atira-los para o chão, pronto assim acabava-se o circo... mas no fundo no fundo, depois ainda nos rimos com os "Pedros"

Jinhos

Bruno Fehr disse...

Certa noite eu estava num bar com um grupo de pessoal e ao nosso lado estava um gajo sozinho numa mesa, de um momento para o outro ele pega no telemóvel e começa uma conversa, ria, falava, ria.

"Mas que raio faz ele", pensei eu.

Como eu estava com os copos, virei-me para ele e chamei-o. Ele até se deu ao trabalho de com uma mão, tapar o telemóvel para a outra pessoa não ouvir o ruído.

Aí, eu disse-lhe, "aqui não há rede, seja qual for a companhia móvel, junta-te a nós".

E o que fez este gajo? Fez cara de ofendido, colocou o telemóvel no bolso (sem desligar a pseudo-chamada) e saiu...

Ora porra! E o maluco sou eu?

Sadeek disse...

Maluca não sei se serás. Mas caraças, uma pessoa que consegue ver que outra é da idade dela pelo modo como fala ao telemóvel (presumo que tenha sido por isto) merece a minha vénia...AHHAAH

BEIJOOOOOOOOOOOOOOOO

GATA disse...

Eu tive um PEDRO na minha vida e era um porreiraço! Mas é como dizes... Pedros há muitos! :-)

Francisco o Pensador disse...

Abobrinha, eu cheguei a presenciar uma situação ainda mais delirante.
Estava à entrada das Finanças, na fila para entregar o impresso do IRS e conseguia ouvir mais à frente um tipo a falar ao telemóvel, com momentos mais e outros menos efusivos, outros ainda de autêntica gritaria, quando.....de repente....o telemóvel dele lembrou-se de tocar....hehehe

Foi a gargalhada geral. O tipo ficou tão envergonhado que se pisgou e nunca mais o vi.

:-)))

francis disse...

eu no domingo ouvi uma coisa assim do género nas amoreiras...a gaja gritava que nem uma louca...

Djinn disse...

É verdade que há por aí muitos malucos, se eu te disser que no meu mestrado os rapazes se chamam todos Pedros (eram 4) e que por acaso cada um tinha a sua panca! ahhhhhhhhhhh

Anyway como diz a minha amiga Gata!
NEXT!!!!

Eu mesma! disse...

tu nem me fales em Pedros....
estou assim até aos cabelos com Pedros...

e talvez com Alexandres....
e se pensar bem....

ainda consigo juntar mais uns tantos nomezitos aqui...:)

mas.... haja paciência para alguns Pedros que andam por aí!

Anónimo disse...

Pedros realente ha mtos. Tal como ha mtos Zes, mtos Antonios, e por ai fora.
Tho um Pedro na mha vida ha meio ano, e posso dizer qe se nao é a mlhr pessoa qe conheço, é das melhores mm.
Pessoa mais sincera, amiga, frontal e directa, nao conheço.
Ja p nao dizer qe é um optimo namorado e companheiro.
Por isso agradeço por ter na mha vida este Pedro :D

Bruno Fehr disse...

Pior que um Pedro, só dois Pedros :D

Abobrinha disse...

Bruxinha

A conversa não incomodou de todo. Eu é que tenho ouvidos de tísica... eu e todas pessoas num raio de 10 metros.

E eu ri-me para não ter pena dela: ela estava completamente alterada!

Abobrinha disse...

Bruno e Francisco

OK, neste caso ainda era plausível que houvesse um Pedro do outro lado da linha. Ou seja, esta ainda era sã!

Uma vez uma moça tentou esse esquema de simular várias chamadas à frente de uma pessoa que eu conheço para lhe cravar dinheiro. Só que o que falta em sofisticação em tecnologias a essa pessoa sobra em capacidade de topar uma mentira a quilómetros... correu mal! Ou melhor: não correu! Não se passou nada!

Abobrinha disse...

Sadeek

Não, carago! Tirei-lhe a idade pelo trombil! É que eu vi-lhe a cara!

Abobrinha disse...

Gata

Pois... há mesmo muitos! E para todos os gostos!

Abobrinha disse...

Francis

Seria o mesmo Pedro? Oh, diabo!

Abobrinha disse...

Djinn

Bem, o Pedro podia ser um verme, maluco e por aí adiante... mas ela podia ter dito aquilo tudo onde não a ouvissem, carago! Isto SE havia um Pedro do outro lado!

Na volta era qualquer coisa errada com o mestrado, não? ;)

Abobrinha disse...

Eu Mesma

Alexandres... nunca provei um Ale... ah, não! Provei! Era giro, beijava bem, mas também tinha um problema com os telefones!

Em todo caso, what's in a name? A rose would smell as sweet by any other name. Mas isto é para quem gosta do cheiro das rosas: eu prefiro orquídeas! Não cheiram, mas são lindas e muito variadas. Um pouco como alguns Pedros, não? E Alexandres. E Migueis. E...

Abobrinha disse...

Anónimo ou anónima

Os meus parabéns! Daqui a 3 meses então nasce qualquer coisa. Mais que não seja, um par de cornos (vê o post seguinte). OK, não é para ser pessimista... mas vê bem o caminho que pisas! Isto é válido para toda a gente. Para Pedros, Zés, António, toda a gente!

Abobrinha disse...

Bruno

"Pior que um Pedro, só dois Pedros"

Uuuuuui, isso não é necessariamente mau. Simplesmente é muita gente! Mas se ambos tiverem as características do do telefonema... então é muito mau, muita falta de pontaria ou mau gosto mesmo!

Eu mesma! disse...

e Nunos e Brunos e Paulos e .....

:)

Djinn disse...

Abobrinha: Errada com o mestrado não...eheheh porque eles vinham fazer seminários do meu mestrado mas vinham de mestrados diferentes como arqueologia, literatura clássica etc...
Conclusão, não é do mestrado deve ser dos Pedros mesmo...e tem piada que eu conheço uns 10 Pedros diferentes...
Xiiii do q me fui lembrar!!! :)

Abobrinha disse...

Djinn

Nunca tive grande sorte com os Pedros. Por exemplo, os únicos meninos que me traíram foram Pedros! O pior rapaz que eu conheci até hoje é Pedro e era lindo (mas passou-lhe com a idade). Mas conto com alguns Pedros decentes no meu portfolio de amigos! Na Faculdade conheci resmas deles!

Por acaso um Pedro muito recente na minha vida (coisa de 2-3 meses) é boa pessoa... mas tem um problema com telefones! E eu gosto de quem saiba usar telefones! De preferência não como a moça acima: há usos mais interessantes a dar aos telefones. E eu não estou a falar do modo de vibração (embora eu tenha usado uma vez essa valência, mas não como estás a pensar).

Espero não te ter posto a pensar no que não deves. É que não vale a pena! Como dizes: NEXT!

Mas se o problema dos Pedros do teu mestrado não foi o mestrado, então terá sido a Faculdade. Alguma coisa se passou por ali! Se fosse na Faculdade de Letras aqui do Porto eu diria que tinham levado com um tijolo na moleirinha ao atravessar o átrio. E olha que não seria descabido de todo!