quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Como tive um homem que me pôs a cabeça a andar à roda e outros momentos do fim de semana

Pontos altos do fim de semana:

- Rever um tripeiro bonitão. OK, mesmo que me tenha feito ouvir a música do futebol clube do Porto no telemóvel. Pronto, não se pode ser perfeito!

- Rever amigos a quem adocei a boca e de quem tinha saudades.

- Ter tido um homem que me pôs a cabeça a andar à roda. Literalmente! E eu tinha dito que ele não seria capaz. Atenção que não pus em causa a competência dele, mas a minha! Mas pronto, eu era mais competente do que eu mesma tinha pensado! Claro que tivemos a ajuda de uma outra mulher que me mostrou como é que se fazia: ela fazia com ele e eu observava, depois fazia sozinha para eu ver e depois é que eu e ele tentávamos juntos. Ela mexia-se bem, ficamos os três a transpirar e ele precisou de um cigarro a dada altura! Ah, e fizemos várias vezes! Para cúmulo, no outro dia ficou-me a doer o rabo. E sim, isto é tudo verdade, mas não é nada do que estão a pensar!


- Eu, o menino que me pôs a cabeça a andar à roda e outra mulher que não a descrita acima ficamos muito interessados a olhar para um espremedor de citrinos. Não era caro, na volta ainda o compro (ou espero que mo ofereçam?)! E tinha muitas funções!


- As três pessoas descritas imediatamente acima revelaram-se pouco competentes a introduzir um coisinho num buraquinho! Ainda bem que o buraco não era meu! Mas no fim entrou bem: é preciso jeitinho, mas a moça parecia mais bem treinada na coisa.

- Tenho um filho e não sabia. Curiosamente partilho a maternidade com mais duas mulheres, uma das quais não conheço! Coisas estranhas, eu sei! Mas vocês sabem que eu sou estranha!


- Jantei com 3 gajas e dois gajos. A conversa já estava a descambar forte e feio até que se discute George Clooney. O argumento "ah, tu és homem, não contas" para justificar que ele não gosta muito do George Clooney tem como resposta "mas eu também gosto de homens". Aí a conversa descambou de vez, sendo que o único mulher-sexual da mesa se deve ter sentido um pouco à parte porque além de considerações acerca de homens bons, parte da noite foi passada a discutir a filhadaputice de alguns espécimes.


- No mesmo jantar falou-se bem das minhas mamas. Ah, foi o mulher-sexual, o que te pôs a cabeça a andar à roda! Não: foi o outro!


- No mesmo jantar ainda se tocou (salvo seja) no assunto pilas grandes. Justamente quando aqui o "je" estava com os pauzinhos num crepe com forma fálica.


Sim senhor, grande fim de semana.


E ouço eu: ouve lá, hoje é quarta! Sim, mas o meu fim de semana acabou só na terça! Não é para quem quer, é para quem pode!


NOTA: Estive sem computador um monte de tempo. Vou respondendo aos comentários à medida que posso, mas prometo que respondo a todos.

15 comentários:

Bruno Fehr disse...

Espero que estejas melhor do rabo, dor de cu deve ser fodida, mesmo que foder não tenha sido a causa :D

Eu mesma! disse...

bem Abobrinha...
esse jantar deve ter sido assim algo fabulástico !!!!

só não entendo algo... no meio de toda a confusão do jantar... como é que a segunda mulher tinha mais jeito para enfiar a coisa no buraquinho que o homem?????

ai esse homem precisa de aulitas!!!!!

Sadeek disse...

Senhora...isso é que foi animação...olha, se ainda te doer o rabo.....pergunta ao amigo do jantar como faz ele...para a coisa passar.. :D

BEIJOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

Abobrinha disse...

Bruno e Sadeek

Bem, rigorosa e tecnicamente eu devia ter dito que me tinham ficado a doer os glúteos, mas assim teve mais impacto. ;)

Quanto ao amigo do jantar, eu disse-lhe que na volta ainda o virava, por isso quem lhe deu a solução fui eu!

Abobrinha disse...

EU mesma

Põe fabulástico nisso! Grande jantar! Ficou-me a doer a barriga de me rir (o rabo foi no dia anterior)!

Quanto à mulher (e que mulher!), não sei... na volta era prática! Ou então tem que oferecer um espremedor de citrinos a algum a homem. Não sei, isto são mistérios!

Joaninha disse...

Aqui fica o agradecimento pelo adoçar de boca ;)

beeeijos

NI disse...

Bolas, quem ficou com a cabeça à roda fui eu. Não entendi metade, ahahahahahah

Beijo

francis disse...

que grande confusão...a meio perdi-me.

Abobrinha disse...

Joaninha

Não era para agradecer, era para comer mesmo! Ainda bem que gostaste!

Abobrinha disse...

NI e Francis

Pois... a intenção era mesmo pôr a cabeça a andar à roda! E foi um grande fim de semana (e não foi só por ser mais longo e pouco habitual que os outros).

Eu mesma! disse...

na volta a mulher era prática e o homem a precisar mesmo de um espremedor de citrinos!!!!!

:)

Bacardi disse...

Isto só comprova a vossa (da Abobrinha e da Eu mesma) teoria de que muitos homens são só garganta. Sabem por a cabeça de uma mulher a andar à roda, mas quando chega ao momento da verdade, não conseguem enfiar o pau no buraco.

Ai ai, o que safa o desgraçado é que tudo isto são metáforas.

Abobrinha disse...

Eu mesma

Toda a gente precisa de um espremedor de citrinos: as vitaminas são muito importantes! Evitam mesmo a toma de medicamentos por prevenirem determinadas condições médicas. Ou assim uma coisa...

Abobrinha disse...

Bacardi

Pois, é preciso prática! Mas olha que pôr a cabeça a andar à roda também é muito importante, não é para qualquer um e (no caso) levou anos de prática! Fiquei deveras impressionada!

rds disse...

AHAHAHAHAH!