domingo, 9 de março de 2008

Respostas ao consultório sexual - semana 6

Meus caros

Afinal o consultório sexual desta semana teve freguesia, escapando ao anunciado fecho. Três fregueses não patrocinados pela casa podem eventualmente garantir a viabilidade técnica da coisa... vamos vendo!

Violentadoporummédicochamadovanderlei disse...

Carrissima, mui dignissima Abobrinha,

Fiz um exame à prostata, será que posso acusar o médico de violação?

7 de Março de 2008 17:55

Meu caro Violentadoporummédicochamadovanderlei

Vamos recapitular:

1. solicitaste o serviço (possivelmente até marcaste com antecedência)
2. foste "examinado"
3. pagaste e não bufaste

Ou seja, como qualquer freguês de um estabelecimento médico, foste f*** e ainda pagaste por isso. Isso não constitui violação, dado que se trata de um acto consensual do interesse de ambas as partes. Sendo que o interesse de uma das partes consistia em ter um dedo inserido num sítio por onde normalmente só sai merda (por assim dizer) e verificar uma glândula.

Se queres mesmo acusar (mmmm.... reparaste que a-cusar é uma construção curiosa) alguém de violação poder ir para os EUA. Se não funcionar podes a-cusar o médico de ter atentado contra a tua dignidade, por não te ter estimulado, colocado a mão na perninha, providenciado luz de velas e música ambiente. Não é por mais nada, mas se um gajo vai ser f***, ao menos tem que o ser com classe!

Alternativamente eu dou-te o telefone de uma urologista chamada Roseane Bundafirme e podem trocar cromos... ou mais qualquer coisinha. Não sei nada dos diagnósticos da fulana, mas devem ser bons porque o pessoal sai todo do consultório dela a sorrir, se bem que mais aliviados da carteira...

estouapaixonadopelaabobrinha disse...

Cara abobrinha,

Devo confessar que ultimamente tenho tido uns sonhos húmidos consigo. Gosto muito do seu estilo de escrita e penso como deve ser incorrer na prática do entra-sai entra-sai consigo. Podemo-nos encontrar? Imagino-a prostrada em posição submissa e eu por trás a fazer o meu serviço, ao som dos seus guinchinhos de prazer. Pense nisso!

8 de Março de 2008 13:07

Caro estouapaixonadopelaabobrinha

Esta questão cai claramente na rubrica consultório sentimental e reumatologia (um tema ainda não explorado).

Na net todos os gatos são pardos. Ninguém diria, por exemplo, que eu na realidade tenho os olhos completamente vesgos, 6 dedos em cada mão (sexdigital, portanto) e uma tara por cactos. Os 6 dedos explicam porque é que eu escrevo tanto e tão rápido.

Os sonhos são o espelho da alma (ou isso são os olhos? Não interessa!), mas no caso acho que indicam que o preclaro está a precisar de se mudar de uma casa ao pé do rio para outra mais seca. É que a humidade dá cabo do reumatismo e dos livros. A ligação deste sonho à personagem Abobrinha vem de imaginar o grande Porto e fazer a ligação para o rio Douro e à chuva. Ora Douro, água, humidade. Os sonhos não enganam! Está mesmo a precisar de mudar de casa!

O meu estilo de escrita não dá para me conhecer. Mesmo porque eu tenho vários tipos de escrita (e não se aprende nada com nenhum deles). Seja como for, não dá para ninguém se apaixonar por mim por causa dela. Porque, tudo espremido, eu não digo nada e para se estar apaixonado por alguém pressupõe conhecer a pessoa mais qualquer coisinha.

valetorno disse...

consultório, à sexta isso ate parece sex_tá, o que me parece demasiado explicito.

decididamente não há oportunidade, pra mais fenece a coisa, plo facto de ter dia (e talvez hora) marcado.

não decididamente não.

9 de Março de 2008 23:11

Valetorno

Carago, como é que eu não me tinha lembrado do sex_ta?? Estou a perder qualidades! Estou a ficar velha! Podia ser pior: podia ser como o Miguel Esteves Cardoso que consegue aguentar uma piada um bocadinho mas que depois descamba. Se ainda fosse para a porcaria, mas não: é mesmo para o bocejo! Podia ainda ser pior: podia ser o Zé Diogo Quintela que nem consegue começar a ter piada, mas avança com a segurança de quem a teve desde início. Há que dar-lhe uns pontos pela persistência. E para quem está a pensar, estou a referir-me ao Público especial de 18º aniversário, sobre o qual me debruçarei um dia destes (agora não: estou com preguiça).

Mas eu concordo com o preclaro: estas coisas não podem ter dias e horas marcadas. Têm que ser espontâneas e libertadoras. Um pouco como o sexo... ou os peidos... nunca tinha pensado nisso, pois não? Cabe a si escolher o que liberta e como! Seja como for, este blogue não tem decoro mas tem desodorizante (e sou meia surda do nariz), por isso pode largar-se à vontade, à hora que lhe apetecer! Se quer largar-se à sex_ta, largue-se. Se quer largar-se noutro dia qualquer, também está certo!

Força aí! Mas não muita, senão ainda se caga e este blogue não tem papel higiénico.

valetorno disse...

ah já me esquecia, aquela da Freira da Madeira, não teve piada. Eu cá sou mais adepto das Cagarras dos Açores. Fisionomicamente são parecidas, maso nome é menos efeminado. Ponto.

9 de Março de 2008 23:17

Valetorno

Eu também achei completamente sem piada a da freira da Madeira. Aliás, eu acho que além de não se aprender a ponta de um corno, nenhum dos meus posts tem piadinha nenhuma! Ou seja, estou bem lançada para me pagarem tanto como ao Miguel Esteves Cardoso e ao Zé Diogo Quintela por vomitar palermices em papel. E a isso chama-se wishful thinking, porque ninguém paga pelas minhas alarvidades! O que pode não ser mau, por uma questão de higiene social. Se bem que se eu escrevesse num jornal, ao menos o que eu escrevesse podia ter o digno e subido destino de limpar o rabo a alguém que se tivesse largado um pouco mais. Na net nem essa utilidade tem, veja lá a tragédia!

Em todo o caso, é bom saber a opinião de um preclaro leitor, dado que os comentários ultimamente não abundam.

E este consultório sexual anda definitivamente muito anal: a-bunda-m... cagarras... caga...rras... eu acho que prefiro as freiras: cheiram menos mal, mesmo porque tenho a certeza que ao menos se lavam por baixo (convém, senão deixam o ninho todo borrado).

Vá, vejam se mudam de tema para a próxima semana!

1 comentário:

leprechaun disse...

MEC e mais nem sei quem?! Vales por eles mais cem!!! :D

Se bem que a esta hora nem seja muito conveniente eu estar para aqui a rir-me... há vizinhos!

Ora bem, mas a freguesia vem aumentando... quem sabe se o wishful thinking ainda se torna weekly writing?! ;)

E um sapato de cristal...

Rui leprechaun

(...só serve num pé real! :))