domingo, 23 de março de 2008

Respostas ao consultório sexual - semana 8

A todos os clientes do consultório sexual (e mirones)

Esta semana foi atípica porque o pessoal teve receio de deixar questões no sítio certo. Possivelmente por ser Páscoa, houve o receio de ofender, mas não é o caso. Como diz um cristão, “sex is natural, sex is good, not everybody does it, but everybody should”. E não há decoro neste blogue. Nem pecado!

Mas as pessoas funcionam por actos falhados e eu topei as perguntas em outros posts e mesmo uma noutro blogue e juntei-as todas aqui. Cá vai! Segurem-se, que isto hoje está complicado!

Joaquim Simões disse...

Consultório sexual na Sexta-feira Santa?!Oh! dra. Abobrinha...! Que herege me saiu! Ainda se fosse o dr. Ludwig a dá-las... quero dizer, as consultas...!

21 de Março de 2008 14:07

Abobrinha disse...

Joaquim

Eu sou uma herege e vou direitinha para o inferno. À cautela, postei isto ontem! E perguntas, nicles! Eu trato do assunto durante o fim de semana. Mas é mesmo só porque eu hoje trabalho e não estou com inspiração, que eu já abadalhoquei o blogue do Jorge Fiel (que tem um
post hilariante sobre o 69!).

21 de Março de 2008 14:42

Anónimo disse...

Querida doutora Abobrinha:Preciso da sua ajuda doutora!!!!

Tenho um gosto especial pelo sexo anal,por isso desde piquena que tenho tendencia a enfiar coisas no meu rabinho... Comecei por cenourinhas pequenas...depois bananas...as garrafas de meio litro depressa deram lugar as de litro e meio...

Gosto de levar no cu, confesso, mas o problema é que com tanta enrabadela e enfianço de objectos de dimensão considerável o dito cujo já se encontra tão aberto que...me tornei incontinente!!!Já não há possibilidade de controlar os gases que se acumulam na peida,eles te~m vontade própria e soltam-se onde lhes apetece...e o problema maiorm é que sai quase sempre molho!!!!Isto quando não sei um cagalhão gigante,pois o tunel de ceuta em que o meu rabo se tornou já não filtra nada...Doutora,preciso de ajuda!!!!

Já não sei o que fazer!!! Existe alguma terapia para encolher o cu? Como poderei deu deixar de enfiar esses objectos dentro de mim se me dão tanto prazer???

Ajude-me doutora!!!!!!!!!!!!

Atenciosamente:

Cu em brasa

PS:Doutora,já agora,ontem perdi o relógio lá dentro...Como recuperá-lo????

21 de Março de 2008 20:08

Cu em brasa

Não estou a ver problema nenhum e passo a explicar porquê:

1. As cenouras têm muitos anti-oxidantes e fazem os olhos bonitos. Suponho que isto seja extensível ao terceiro olho. E não estou a falar daquele que me explicaram no Reiki que era não sei o quê da visão não sei quantas. Estou a falar mesmo no olho de trás, o que é cego! Espero só que as cenouras fossem frescas, senão ainda arranjas problemas com a ASAE.

2. As bananas, além de darem posts fixes, têm também muito potássio, o que previne espasmos musculares. Podem ser cuzinhadas de muitas maneiras (curioso, acho que me enganei a escrever uma palavra qualquer) ou comidas cruas. Não vejo motivos para haver problemas com a tua prática. Sendo que tem a subida vantagem de ser estritamente vegetariana, o que é bom.

3. No capítulo das ausências, destaco as courgettes. Fizeste bem, porque uma abobrinha é uma courgette… e eu preferia que as minhas irmãs não andassem por esse lados, OK? Linda menina!

4. As garrafas também não são problema: desde que as laves e recicles, porque o planeta não precisa de mais merdas a sujá-lo.

5. Se o dito se encontra muito aberto, sugiro que tatues um “B” em cada nádega e arranjes um namorado com o nome BOB. Em contrapartida seria bom que ele tivesse uma tatuagem no pénis com os dizeres “welcome to Jamaica, have a nice holiday”. O tamanho não é tudo, mas aqui devia ajudar.

6. A incontinência também não é um problema por aí além: há muita gente que, abrindo a boca só sai merda. Por isso estás a ver que ao menos a ti sai merda de um orifício mais adequado! Os peidinhos também não são problema, especialmente no Verão porque refrescam. Claro que estar ao pé de pessoas sem olfacto ajuda, mas eu também não posso ter a solução para os problemas todos.

7. Não recomendo que tires o relógio de onde está. Assim ao menos a tua barriga saberá quando deve dar horas.

8. Tunel de Ceuta? Bem, se a saída for para o Hospital de Santo António não tens problema. Se a saída for para a rua D. Manuel II (frente do Museu Soares dos Reis) podes ter problemas com a Isabel Pires de Lima. Eu sei que ela já não é Ministra da Cultura, mas acho que não te deves meter com a malta da Cultura porque se levam muito a sério.

9. Podes sempre consultar um cirurgião plástico e um psiquiatra, mas quando te apresentarem a conta és enrabada outra vez, por isso não vejo o que é que isso adiantará.

Estás a ver que estás bem exactamente como estás e não precisas de mais nada. Lembra-te, claro, que não se aprende nada com a Abobrinha. Eu repito isto porque por vezes pode alguém achar que eu sei o que estou a dizer!


A propósito do meu post do casaco verde um(a?) anónimo(a) deixou o seguinte comentário:

Anónimo disse...

Gaba-te cesta! deves ser cá um bode! o que esta gentinha inventa! além disso o teu gosto para a roupa, cá nojo! O casaco é mesmo a tótó! Tadinha

22 de Março de 2008 9:45

Anónimo

Vamos cá ver várias coisas: eu sou uma Abóbora, não um “abóboro”. Um bode é o macho da cabra. Ou seja, quando muito seria uma cabra! Mas as cabras comem lixo e tudo e eu não meto assim qualquer coisa à boca. Assim sendo, sou no máximo uma vaca. Contudo, as vacas são animais de grande porte, com vários estómagos e muitas emissões de metano, prejudiciais ao ambiente. Aqui quem poluiu foste tu, por isso a piada saiu à casa e vaca é sua excelência. E eu sou uma Abobrinha (ou courgette, se preferires). Um vegetal com forma fálica, sentido de humor e algum mau feitio.

Tadinha também não sou. Tadinho é corno e eu só fui tecnicamente corneada 2 ou 3 dias. Ou seja, não conta.

Outra coisa: não fui eu que me gabei, mas a moça da Lanidor. Pelos vistos temos gostos diferentes. Pesando todos os factores, ainda bem! O que me isenta de justificar porque é que o casaco verde só tem mesmo de errado o nome.




No mesmo post, mas já com o sentido de humor habitual, temos o Herr K, com a seguinte questão:

Krippmeister disse...

Pois, de têxteis não percebo nada. E tenho que dizer que já não estou muito assediável, a merda da apendicite vai-me obrigar a ficar na engorda durante mais uma ou duas semanas.

22 de Março de 2008 23:15

Herr K

A única coisa que um gajo deve perceber de têxteis é a capacidade de gerar calor de uma manta. Isto é útil no bem bom, porque ao sentir a temperatura corporal da moça (e há que tirar fazer amostragem em vários pontos do corpo, de preferência com a lingua), rapidamente se concluirá da necessidade ou não de usar uma manta para continuar o que se está a fazer. De resto não vejo necessidade, porque os têxteis vão mesmo parar ao chão ou ser enrolados à volta da cintura.

O teu drama com a engorda e o grau de assediabilidade do teu rabo só seriam um problema se fosses unicamente um pedaço de rabo. Ora não é o caso: tens mais umas quantas qualidades e atributos altamente assediáveis e perfeitamente independentes da quantidade de calorias que ingeres e não gastas. De qualquer modo, a Dra Abobrinha pode dar-te sugestões de maneiras de gastar calorias, mas quer-me parecer que já sabes o que te vou dizer.

E uma cicatriz pode ser muito sexy. Essa dá particularmente jeito mostrar porque tem uma vizinhança muito interessante.




O Mário Miguel deve ser uma pessoa inteligente. Por dois motivos: porque comenta no blogue do Ludwig e aqui não. Mas mesmo sendo inteligente deixou escapar um pequeno acto falhado neste post, no comentário das 18:12 do dia 21 de Março. E aqui está a música:


Não me venham com histórias: era uma pergunta para o consultório sexual da Abobrinha!

O vídeo é hilariante e aborda vários dramas do homem real. Dramas que explorarei noutra altura porque já estou cansada e este post está um lençol do carago.

5 comentários:

Joaquim Simões disse...

Não sei quem é o Mário Miguel, mas, depois de ter visto o vídeo, fiquei cliente!

Mário Miguel disse...

Abobrinha,

Fui apanhado infantilmente. E agora que aqui escrevei, fico rotulado como alguém que tem pouca irrigação nas meninges. Não é que eu tivesse muita:) Mas ia dando para fazer uns SudoCUs, cof cof... Digo, Sudokus.

Mário Miguel disse...

Abobrinha,

Por falar em SudoCU, aqui vai mais um vídeo, que não dirijo a ninguém em particular.

Ide tomar no esfíncter anal

Abobrinha disse...

Mário

Isso seria uma preocupação legítima se o meu blogue fizesse sentido. Como não é o caso, não tens com que te preocupar!

Em contrapartida, podes sempre argumentar que tens bom gosto: aqui não se aprende nada, mas tem dias em que é um blogue apresentável!

Ainda não consegui ver o vídeo (a minha ligação está estupidamente lenta), mas vou ver o que dá e se pode ser anal-isado num próximo consultório sexual.

leprechaun disse...

Já conhecia esse vídeo do R&B honesto, que acho bem delicioso!

Mas tens mau feitio e falas alto?! Ui... olha que isso assusta Gnomitos, que gostam de tudo pianinho e mui mansinho! ;)

Ainda não sei se vou ao Suribashi no sábado ou não. Nem consigo recordar a última vez que lá comi, há tantos anos já nem sei...

Mas talvez só o frequentes durante a semana, isto caso trabalhes por lá perto... who knows?!

Hummm... tecnicamente you say... Isso soa muito científico, que menina lógica e rigorosa! :)

Olha, e a propósito do consultório mais a vida: já leste o romance "As Três Sereias" de Irving Wallace?! Caso não conheças, por certo irás gostar. Li-o numa viagem nocturna de comboio, Porto-Lisboa, nos tempos em que só se chegava lá já o sol raiava.

O "Relatório Chapman", adaptado a filme por George Cukor, também te deve interessar.

Mas a questão, Alma querida, é que é difícil ultrapassar as emoções, mormente as que nos marcam negativamente, claro. Saber o que fazer não é o mesmo que saber fazê-lo...

Rui leprechaun

(...difícil patinagem sobre o gelo! :))