domingo, 6 de abril de 2008

A bicicleta e o sexy time

A Primavera está aí! Os passarinhos chilreiam e coisam-e-tal e fazem passarinhos novos. As árvores vestem-se de mil flores. A temperatura sobe e as roupas mostram o corpinho pálido mal tratado pelo Inverno e as patuscadas que se disfarçavam com uma roupinha mais larga...

.... PÂNICO! E agora?

Jovem, não desesperes. Andar de bicicleta é a solução! Uma hora de bicicleta a menos de 16 km/h queima 296 kcal (e deve fazer adormecer, porque isto é um bocado devagar), enquanto que uma hora de sexo gasta só 190 kcal. Sendo que o acto de queimar pelo menos 296 kcal (ora porra, não podiam ter escrito 269 para eu fazer uma piada?) com alguma regularidade maximiza a hipótese de gastar 190 (ou mais! Várias vezes ao dia, de dia e de noite!).

Assim sendo, nada melhor para desgastar as banhas e tonificar o corpo que... uma kona !!

Desculpa? Então... mas este post não era sobre andar de bicicleta? Pois era! E continua a ser!
Benvindo ao Kona World!!! Descobri esta marca numa revista e mal consegui acreditar no nome. Estou a pensar que tipo de aceitação terá isto no mundo lusófono! E nos trocadilhos a que isto dará origem... ESPECTÁCULO!!



Como se não bastasse o nome em si, as versões! Assim, uma kona lisa será a versão base (ou seja, sem grandes extras), uma Kona PHD será para quem se dedique a estudos avançados de konas (mmm.... ora bem... e com promoção automática de assistente a professor auxiliar!), a kona Sutra será para quem quer tem interesse na kama (sutra ou não, isso já depende da elasticidade de cada um), Kona stinky será para quem assume não se lavar por baixo, Kona stinky air poderá ter que ver com o problema posto no consultório sexual da semana passada (comentário do anónimo de 29 de Março às 17:35), Kona fire mountain não sei o que será... e dada a badalhoquice que por aqui vai, é melhor parar mesmo!

Há ainda acessórios e roupas, para quem quer publicitar a sua kona. Embora eu achasse que bastaria mais ou menos olhar para a pessoa para imaginar se esta é ou não possuidora de uma. E como só quem tem um blogue é que existe, podem sempre conversar com estes konas aqui.


E tu? Qual é a tua kona?


Mais importante: tens coragem de montar a tua kona durante 24 horas? Isto é que era um evento para promover em Portugal: uma corrida de resistência de konas! Assim tipo, uma kona todo-o-terreno!

9 comentários:

Anónimo disse...

Dear, achei fabuloso a maneira ligar simbolicamnte, apesar de que para mim, nada significa a marca registrada da bike. bjim

leprechaun disse...

Pois eu nem sei andar de bicicleta! Para mim, apenas se aplicam as actividades domésticas... algumas... e a marcha, mas sem carga!

Bem diz a minha amiga tua conterrânea que tenho de limpar mais a casa para ficar elegante... mas se a preguiça leva avante!

Por vezes, fazemos mais para os outros o que dispensamos para nós, vantagens da sociabilidade... não ser misantropo atroz!

Anyway... essa bicicleta é gira, mas não me atrai nadinha, p'ra ela nada se vira!

Prefiro andar a butes...

Rui leprechaun

(...p'los meus próprios azimutes! :))

Abobrinha disse...

Raiodesol

Está a brincar comigo, certo? É que uma... uma... quer dizer... ora bem... a marca da bicicleta é foneticamente o mesmo que uma... (mmmm... isto é complicado!)... que aquilo que as meninas têm e os meninos não!

Abobrinha disse...

Leprechaun

Nem andar de bicicleta? Nem uma kona te faria mudar de ideias? Que peninha que eu tenho de ti!

Anónimo disse...

Dear, ele é um gnomo, só pode ser. bjs.
Vive nos cogumelos..
ou entao vamos dar um nick à altura dele,GARGAMEL.

leprechaun disse...

E também não sei nadar... nem mesmo um popó guiar!!! :)

Ora bem, mas p'ra palrar e muito imaginar... já me podes contratar aí nesse novo lar!

Oh... mas agora és mui crescida, esqueceste a infantil vida... nem no Reiki acreditas, e aqui só fazes fitas! :P

Que numa bicla a dois...

Rui leprechaun

(...só tu pedalas, ai pois! :))

Abobrinha disse...

Raiodesol

Gargamel não era o nome que davam ao Gasganete dos Estrumfes? Acho que vocês lhe chamam Smufs ou assim uma coisa. Uns bonecos azuis! Mas o Gasganete não era um estrumfe!

Não sei quanto aos cogumelos, mas deve ter comido alguns com efeitos alucinogénicos. Ou então é como eu, que com o café fico muito acelerada.

leprechaun disse...

Ó Senhora linda!

Não é nada do café... ÉS tu mesma, oh yeah!!! :)

Sabes a história do peixinho que estava sempre a perguntar à mãe o que era o mar?

- Ora, mas o mar é tudo isto, filhinho!

- Hummm...

Bem, o pequerrucho de facto via outros peixes como ele, uns grandes outros mais pequenos, e umas plantas que boiavam nas águas ou se erguiam do fundo do oceano, mais rochas no leito marinho e assim por diante.

E, claro, fluia naquela água onde nadava. Ainda assim, ele sentia que faltava qualquer coisa para saber mesmo, mesmo o que era o mar!

Ora o nosso herói era um peixe-voador... tinha barbatanas-asas, sim senhor! E quando elas já estavam bem desenvolvidas, a mãe levou-o até perto da superfície para planarem um pouco por sobre as águas, é isso que os peixes-voadores fazem.

Então, nesse momento é que ele soube, porque o sentiu e viu, o que era na verdade o mar, e de alegria riu!

-Ah! É isto o MAR!!!!! :)

Do mesmo modo, muitas vezes não temos plena consciência do que somos, porque estamos constantemente connosco próprios, dia e noite. E o nosso próprio Ser torna-se um hábito, uma rotina, a nossa sina. Talvez até tenhamos perdido essa incrível capacidade de maravilhamento perante a Vida que em nós pulsa, constantemente e sempre.

Porque não é fácil essa espontaneidade contínua, não somos já essas crianças charmosas e, por vezes, as águas caudalosas da vida arrastam-na para zonas escuras e revoltas, longe daquela paz doce e tranquila dos dias felizes e benfazejos.

Mas quem contempla de fora essa beleza, se tiver conservado límpido e puro o olhar do coração, sabe reconhecer o mar imenso onde se oculta outro dulçor... ó amorosa emoção! :)

Porque, como se diz algures nos Evangelhos, uma alma pura sempre reconhece outra alma pura.

A pureza é a qualidade de ser 100% aquilo se é. Sem misturas nem impurezas... livre de toda a ralé! Completamente Abobrinha... sempre humana e irritadinha!!! :D

And You Are... yes!... YOU ARE!!! :)

Que os milenares Gnomos sabem ver...

Rui leprechaun

(...o Amor impossível de esconder! :))


PS: Por isso, é teu o facho... e à volta de TI o acho!!! :)*

Abobrinha disse...

Leprechaun

É a última vez que aviso: o próximo comentário com estes excessos vai direitinho para o lixo! Repito que eu nunca apaguei comentários, por isso seria a primeira vez. Mas olha que eu não ameaço: eu faço mesmo!