domingo, 13 de abril de 2008

Respostas ao consultório sexual - semana 11

Esta semana isto está um pouco estranho e já fui obrigada a apagar dois comentários.

Anónimo disse...

Dra. Abobrinha:

A minha namorada e eu gostamos muito deste jogo: Começamos por nos esbofetearmos mútua e alternadamente, até ficarmos loucos para fazermos as pazes. Mas aguentamo-nos que nem uns valentes até um de nós dar a vitória ao outro. O que se submete põe a dentadura ao vitorioso, porque, de tanta porrada, dentes é coisa que já não temos.

Pensamos que existe uma grande dose de espiritualidade no que fazemos e, por vezes, chegamos a ter violentos arroubos místicos, devido ao sentimento de união das nossas almas. Já fomos mesmo convidados a relatar a nossa experiência no Clube do Movimento Satânico-Saloio para a Revelação, mas estamos hesitantes quanto à seriedade daquela gente, já que eles se vestem de preto e branco e andam com os crucifixos nas costas.

O que pensa de tudo isto? Seremos, ao menos, normais?

SeuVailavai

12 de Abril de 2008 17:31

Vailavai

Antes de mais, dentes são para os parolos. Dentaduras, isso sim são sinais de estatuto, poder e sapiência (não sei porquê, mas pode ser). Lavem é bem a dentadura e tentem ter um par extra.

Tudo isto é perfeitamente normal, altamente espiritual e místico. Na Checheno-Ingúchia, pelo que recomendo que emigrem para lá, queimem o passaporte português e esqueçam que são daqui sequer. Alternativamente recomendo uma carreira no wrestling.

Anónimo disse...

Sra. doutora Abobrinha:

Tenho tido sonhos estranhos, durante os quais vejo o sr. Rui Reininho, com cinto de ligas e meias altas de nylon, armado com uma varinha, levando o nosso primeiro-ministro a passear em torno dos Clérigos, uivando e urinando abundantemente. Outras vezes, não é o sr. José Sócrates, mas o sr. major Valentim, que gane a música dos Ban.

Tudo isto me excita muito e a minha namorada diz que, por múltipla que seja a orgasmar-se, não consegue chegar para as minhas necessidades e tem mesmo que recorrer à urina para me satisfazer as fantasias. Com isto, já estragámos três colchões e desfizeram-se dez lençóis e sete mantas. A que se deverá tudo isto? E haverá cura? Por favor, salve-me da loucura e da ruína!!!

SeuAiké Tomavir

P.S. - Pelo nome, deverá ter percebido que sou originário da África Central. Se precisar de alguma coisa...

Aiké Tomavir

Quem tem sonhos com músicas dos Ban está para além de toda a loucura e salvação. O que é excelente para os sexólogos (do lado esquerdo tens a ligação para um) e para os vendedores de discos de vinil.

Mas olha que o Rui Reininho até parece ter uma perna jeitosa para meias de rede! Nunca vi, mas não me importava! Já o Major Valentão não me parece.

A vossa mania pode ser pouco higiénica, mas é excelente para a economia, porque os últimos indicadores económicos dizem que a venda de colchões e roupa de cama é essencial para uma economia saudável. Tentem comprar uns e outros algo antes de eles se desfazerem.

Depois, mijar para marcar território é muito canino e pelos vistos é preciso SUBMISSÃO canina para as coisas funcionarem (ainda não percebi bem porquê). Isto pode equilibrar a loucura e perdição que resultam de ouvir músicas dos Ban em sonhos. Ou não, mas não quero aprofundar muito o assunto.

Por acaso precisava de uma coisinha: erva que bata menos, que anda aí pessoal a fumar umas coisas que andam a fazer mal. Pessoalmente não uso, mas nunca se sabe quando se tem visitas.

Se achas que a tua namorada não chega para as tuas necessidades, isso quer possivelmente dizer que não és suficientemente bom. Continua a por questões à Dra. Abobrinha a ver se consegues fazer qualquer coisinha.

Olha, não és por acaso primo do toumavirmasnãoantesdeaminhamuídatertrêsorgasmos?

leandroribeiro disse...

Uma das coisas que mais me aborrece no ktreta - e no meu próprio blog - é que o Ludwig usa o FeedBurner. e o FeedBurner não abre aqui no emprego. Resultado: aquela treta empanca depois de abrir o primeiro post e não consigo aceder aos comentários a não ser em casa, quando já tenho páginas de texto para ler.

De qualquer modo, depois da minha última mensagem ao timshel, fiquei algumas horas acompanhado da reflexão "Deverei eu investir nesta discussão? Ajudará esta discussão a acabar com a fome no mundo ou com a má ficção na televisão nacional?". Como não fui capaz de encontrar uma resposta decidi ir ver fotografias do Brad Wallis.

11 de Abril de 2008 9:43

Leandro

Não faço ideia do que seja o Feedburner, mas parece-me algo “caliente”, o que só pode ser bom. Daí que na volta o problema seja do teu emprego: muda de emprego ou deixa de ler o blogue do Ludwig. Claro que antes de tomares uma decisão dessas tens que ler com atenção o mote deste blogue: aqui não se aprende nada!

Outro bom conselho é SUBMETE-TE à evidência de que no teu emprego não gostam de blogues e faz como a Abobrinha que leva o seu próprio computador com a sua própria placa banda larga! Ah, pois! Assim ninguém fica a saber o que é que eu ando a preparar e sou inteiramente portátil.

Não me lembro da última discussão que envolveu o Timshel, mas atendendo a quem foi deve ter tido qualquer coisa que ver com criacionismo. Investir nessas discussões só tem sentido porque faz pensar, manter os neurónios a trabalhar (excelente para prevenção de demências) e distrai. Não vai mudar o mundo nem a opinião de quem a tem cimentada daquela forma, mas evita que quem não a tenha sedimentada ceda à tentação de a achar... tentadora. De qualquer modo, experimenta discutir com o Perspectiva ou com o Leprechaun para veres o que é bom para a tosse!

Ver fotografias é bom. Partilhar os links com os outros e SUBMETÊ-LOS a demonstrações de bom gosto é ainda melhor.

Anónimo disse...

¿como estás?¿a segunda dica é o sorrir (espero que estejas bem no seu melhor sorriso após descansar o óculos sobre o jornal, ao lado do café (cuidado para não o entornar sobre o teclado).Se não enxergas nada, não te preocupas, ele sabe que o sorriso é em direção correcta.Juizos de valor todos formulam desde que olham-se ao espelho à primeira vez, e este acto não indica submissão, o que mostra-se di(s)z-torcido nos dictos é que quando se deseja, a química(o) e a física(o)nos submetem a uma insubordinação diacrônica ainda que simultânea no acto de ser f... das badalhoquices tuas.Já que nadas entendes sobre a lida escolar, poupo-lhe o tempo, todavia vais esperar o pr;oximo embate, combate com o -je- não.

11 de Abril de 2008 15:27

Anónimo que se entusiasmou com a pontuação mas não a usa quando é precisa: hã?


Anónimo disse...
Sub-missão, deverá ser aplicada ao agente 006, ou recruta zero.Lampadinha ( o Pardal não está)
11 de Abril de 2008 15:31
Anónimo

Boa! Só para aumentar o grau badalhocal: agente 0069 em SUB-MISSÃO!

Joaninha disse...

Então Abobrinha! Eu não atiro pedras a ninguem, foi só um recadinho, não foi uma pedra, quanto muito foram uns grãos de areia, e sem maldade que como tu bem sabes eu nunca faço nada com maldade. E olha que no fim até lhe sugeri que comprasse um cão, vês sou querida, um cãozinho faz companhia e tem a grande vantagem de ser regra geral submisso.

11 de Abril de 2008 17:52

Joaninha

Nestas coisas não podemos ser mansas. Eu estou a preparar-me para mandar pedras, mas está a ser um post difícil e que não sei quando sairá. Essa de uma mulher ser submissa já foi chão que deu uvas!

E não te esqueças que volta e meia até os cães mordem o dono. Por submissos que possam ser. E é uma peninha quando isso acontece...

Anónimo disse...

Estás a perder a piada oh miuda, Magri.Será que alguma vez a tiveste ? !!!

Desde o tempo da lavandaria do portista do expresso que te habituas-te a pancadinhas nas costas, do virtual padrinho, como agradecimento às tuas baboseiras.

Agora entras em blogues onde não tens pedalada e conclusão - levas uns patins !

o Freud explicaria esse teu infinito e ridiculo narcisismo !

12 de Abril de 2008 0:34

Anónimo

O Freud resolveria o teu ridículo e infinito complexo de masoquismo muito mais facilmente com a frase: vai-te matar! Se tivesses dificuldade (o que me parece lógico pela tua incapacidade de fazeres coisas que te beneficiam, como deixares de ler coisas de que não gostas e às quais não achas piada) tenho a certeza que te ajudaria com algo mais vigoroso.

SUBMETE-TE ao óbvio: és uma criatura muito triste que nem uma merda de um nick sabe inventar.

leprechaun disse...

E não apago nada senão a pessoa que já está avisada de que eu posso fazer isso e farei se me der na real gana. Afinal, o blogue é meu.

É sim senhora, todo teu, Menina da real gana que enternece o camafeu! :)

Mas que fazer, se rio e sorrio ao te ler... ó que prazer! :D

Logo, à tua mor vontade eu submeto...Rui leprechaun(...este meigo carinho tão dilecto! :))

PS: E só obedeço... à que mereço!!! :)*

12 de Abril de 2008 4:04

Leprechaum

Não necessariamente só por esta mas pelas que não posso apagar no blogue do Ludwig, vou apagar esta mensagem de onde ela surgiu. E apago todas as que se seguirem que insinuarem sequer algo parecido. Repara que esta é meramente simbólica, porque até aparece aqui reproduzida. Mas é só para veres que eu não ameaço: faço!

E pela última vez: essas poesias enervam!

Anónimo disse...
com certeza é uma paixão (Leprealguma coisa), aproveitas!
12 de Abril de 2008 12:50

Anónimo

Santinho para ti também.

10 comentários:

Anónimo disse...

Dear, não esqueças de sair e divertir-se bjim

leandroribeiro disse...

Brad Wallis

8-)

leprechaun disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Abobrinha disse...

Leprechaun

Se estivesses atento tinhas reparado que eu tinha apagado esse comentário. E este vai ter o mesmo destino.

Eu avisei várias vezes para te comportares. Ficas com a honra duvidosa de ter sido o primeiro a ter comentários apagados. É que eu NUNCA fiz isto senão a SPAM.

Abobrinha disse...

Leandro

Beeeeeeeeeeeeeeeeeem... um site de fotografias sobre a vida selvagem... pooooooooooooois... Havia um blogue com umas imagens do mesmo tipo, mas não estou a conseguir abri-lo. Não sei se é o meu computador que está totó ou se ele foi simplesmente apagado. Hei-de investigar isso.

Já agora, experimenta picar na caixa "enviar todos os comentários posteriores para a minha caixa de correio". Assim podes seguir melhor as discussões do Ktreta. Digo eu!

leandroribeiro disse...

O Ktreta tem dezenas de comentários por post: o meu email ficava sem fôlego :)

De qualquer modo já resolvi a encrenca e já tenho acesso aos comentários.

leprechaun disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
zeca flacido disse...

profeçora bamba estou em baixo ninguem m'ama sera que no futuro vou conseguir subir o astral e entrar na ceu ou pelo menos saborear a felicidade?

Mário Miguel disse...

Abobrinha,

Tens alguém neste blog com este problema.

Abobrinha disse...

Mário

Ando um bocadinho de asa derreada. Mas não fica sem resposta! A Abobrinha não deixa ninguém sem resposta! Assim que puder!