sexta-feira, 11 de abril de 2008

Consultório sexual - semana 11

Meus lindos

É sabido que este blogue não interessa a ninguém e não se aprende nada. Vai daí, volta e meia vou a outros buscar inspiração. Desta vez fui do Ktreta, a este post, onde o já mui conhecido Perspectiva apanha porrada de criar bicho. Desta vez quem atirou a pedra foi a Joaninha, a propósito de as mulheres se submeterem aos maridos, e mais vieram em seu auxílio (eu ainda não porque não estava com tempo nem concentração).

A dada altura o preclaro João Vasco disse (entre outras coisas acertadas).

"João Vasco disse...

O verbo "submeter-se" pelos vistos dá lugar a dúvidas, mas dizer que as mulheres devem "obedecer" aos maridos acredito que já não. Está tudo nos mesmos textos, para não restarem dúvidas quanto ao "contexto".Ou será que "obedecer" também tinha outro significado romântico qualquer?

10-04-2008 17:42 "

E tive uma ideia: esta semana proponho que o consultório sexual seja temático! O tema é submissão. Irei ainda à fonte arranjar mais umas citaçõezinhas (para dar credibilidade), mas aviso já que daqui não vai sair boa.

Claro que podem perguntar tudo o que quiserem que eu respondo. E não apago nada senão a pessoa que já está avisada de que eu posso fazer isso e farei se me der na real gana. Afinal, o blogue é meu.

10 comentários:

leandroribeiro disse...

Uma das coisas que mais me aborrece no ktreta - e no meu próprio blog - é que o Ludwig usa o FeedBurner. e o FeedBurner não abre aqui no emprego. Resultado: aquela treta empanca depois de abrir o primeiro post e não consigo aceder aos comentários a não ser em casa, quando já tenho páginas de texto para ler.

De qualquer modo, depois da minha última mensagem ao timshel, fiquei algumas horas acompanhado da reflexão "Deverei eu investir nesta discussão? Ajudará esta discussão a acabar com a fome no mundo ou com a má ficção na televisão nacional?".

Como não fui capaz de encontrar uma resposta decidi ir ver fotografias do Brad Wallis.

Anónimo disse...

¿como estás?¿
a segunda dica é o sorrir (espero que estejas bem no seu melhor sorriso após descansar o óculos sobre o jornal, ao lado do café (cuidado para não o entornar sobre o teclado).
Se não enxergas nada, não te preocupas, ele sabe que o sorriso é em direção correcta.
Juizos de valor todos formulam desde que olham-se ao espelho à primeira vez, e este acto não indica submissão, o que mostra-se di(s)z-torcido nos dictos é que quando se deseja, a química(o) e a física(o)nos submetem a uma insubordinação diacrônica ainda que simultânea no acto de ser f... das badalhoquices tuas.
Já que nadas entendes sobre a lida escolar, poupo-lhe o tempo, todavia vais esperar o pr;oximo embate, combate com o -je- não.

Anónimo disse...

Sub-missão, deverá ser aplicada ao agente 006, ou recruta zero.
Lampadinha ( o Pardal não está)

Joaninha disse...

Então Abobrinha! Eu não atiro pedras a ninguem, foi só um recadinho, não foi uma pedra, quanto muito foram uns grãos de areia, e sem maldade que como tu bem sabes eu nunca faço nada com maldade. E olha que no fim até lhe sugeri que comprasse um cão, vês sou querida, um cãozinho faz companhia e tem a grande vantagem de ser regra geral submisso.

Anónimo disse...

Estás a perder a piada oh miuda, Magri.

Será que alguma vez a tiveste ? !!!

Desde o tempo da lavandaria do portista do expresso que te habituas-te a pancadinhas nas costas, do virtual padrinho, como agradecimento às tuas baboseiras.

Agora entras em blogues onde não tens pedalada e conclusão - levas uns patins !

o Freud explicaria esse teu infinito e ridiculo narcisismo !

leprechaun disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

com certeza é uma paixão (Leprealguma coisa), aproveitas!

Anónimo disse...

Dra. Abobrinha:
A minha namorada e eu gostamos muito deste jogo: Começamos por nos esbofetearmos mútua e alternadamente, até ficarmos loucos para fazermos as pazes. Mas aguentamo-nos que nem uns valentes até um de nós dar a vitória ao outro. O que se submete põe a dentadura ao vitorioso, porque, de tanta porrada, dentes é coisa que já não temos.
Pensamos que existe uma grande dose de espiritualidade no que fazemos e, por vezes, chegamos a ter violentos arroubos místicos, devido ao sentimento de união das nossas almas. Já fomos mesmo convidados a relatar a nossa experiência no Clube do Movimento Satânico-Saloio para a Revelação, mas estamos hesitantes quanto à seriedade daquela gente, já que eles se vestem de preto e branco e andam com os crucifixos nas costas.
O que pensa de tudo isto? Seremos, ao menos, normais?
Seu
Vailavai

Anónimo disse...

Sra. doutora Abobrinha:
Tenho tido sonhos estranhos, durante os quais vejo o sr. Rui Reininho, com cinto de ligas e meias altas de nylon, armado com uma varinha, levando o nosso primeiro-ministro a passear em torno dos Clérigos, uivando e urinando abundantemente. Outras vezes, não é o sr. José Sócrates, mas o sr. major Valentim, que gane a música dos Ban.
Tudo isto me excita muito e a minha namorada diz que, por múltipla que seja a orgasmar-se, não consegue chegar para as minhas necessidades e tem mesmo que recorrer à urina para me satisfazer as fantasias. Com isto, já estragámos três colchões e desfizeram-se dez lençóis e sete mantas.
A que se deverá tudo isto? E haverá cura? Por favor, salve-me da loucura e da ruína!!!
Seu
Aiké Tomavir
P.S. - Pelo nome, deverá ter percebido que sou originário da África Central. Se precisar de alguma coisa...

leprechaun disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.