quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

A promessa de muitos posts com um nível de badalhoquice elevado em troca de um favorzinho

Isto é mesmo uma promessa a ser cumprida, em troca de lerem o que me aborrece de momento e tem grande urgência.

Não gosto de manias de coitadinhos. Detesto pessoas que por um motivo ou outro não têm sucesso em alguma coisa e em vez de fazerem alguma coisa acerca do assunto ou resignarem-se porque houve alguém que foi melhor que eles, disparam simplesmente com as seguintes afirmações:

1. é ladrão

2. Tem padrinhos

3. Teve sorte, não foi mérito

4. Fez batota

É este último que me aborrece neste momento! Para quem tem andado fora deste blogue ou em coma profundo na última semana, o Herr Krippmeister submeteu dois bonecos ao Burton Design Competition, esta preta e esta branca. Ambos os bonecos tiveram uma ascenção meteórica, mas a preta chegou a estar em 2º lugar com quase 2000 votos (se toda a gente tivesse dado 10 pontos, isto implicaria 200 pessoas a votar).

Como muitos casos de sucesso, o do Herr Krippmeister gerou invejas e uma série de participantes chamaram-lhe batoteiro (a ele e a todos os com muitos votos). Seguramente gente insegura e com a "prancha" pequena, Ora se eu não tivesse feito as contas de cabeça e tivesse chegado a um número muito inferior a 20o pessoas nem me chateava muito. Mas com a publicidade que se fez ao Herr Krippmeister e dado o seu talento, acho perfeitamente plausível que (com um votito ou outro ao lado) ele tenha conseguido aqueles quase 2000 pontos.

Ora hoje de manhã o Herr Krippmeister perdeu 700 votos de uma hora para a outra, o que me parece um exagero e me aborrece porque não é justo. O que é um "voto irregular"? Quer-me parecer algo aleatório!

O que vos peço é que verifiquem se os vossos votos foram contabilizados. A única forma que me ocorre é fazendo login e vendo se podem votar de novo ou se o voto está bloqueado. Ocorreu-me mandar e-mails em massa a perguntar se o voto foi contabilizado, mas tenho receio que a organização se aborreça e se vingue no autor (ora bem, a inteção é a oposta!). Peço-vos ainda que façam um último esforço para angariar entre hoje e amanhã votos "legítimos" (o que quer que isto queira dizer) para o Krippmeister: da mãe, do pai, da avó, dos sobrinhos, dos netos, da vizinha. Só porque ele merece e porque foi injustiçado. Em troca eu escreverei posts badalhocos. De fufas, se for preciso.

Dito isto, o boneco é bom. Mesmo que não seja "escolhido" pelo público (as aspas referem-se ao elemento de aleatoriedade que parece envolver o que é um voto "regular", estou em crer que o Herr Krippmeister será escolhido pelo júri. Se não for, devia ser.

P.S: Só não mando o utilizador Austinwoofer para a p**** que o pariu porque já o provoquei demais.


Nota às 15:20 - É inútil! Ninguém entende o que é e não batota, dadas as oscilações na votação! É tentador manipular os resultados, mas o Krippmeister não merece isso: o desenho é bom e merece ser reconhecido por ser bom e não por ser chamado de novo batoteiro (quando nunca o foi, ainda por cima). É esperar pelo desfecho.

9 comentários:

Anónimo disse...

Não creio que responder aos comentários do Autinwoofer e de outros tenha ajudado.

Abobrinha disse...

Anónimo

Não creio que tenha feito diferença: muitas outras pranchas tiveram quedas abruptas na pontuação. O que me leva a crer que alguns outros caiam ainda de posição. O que me leva ainda a crer que as regras foram pensadas em cima do joelho, dado que eu não tenho forma de saber se o meu voto foi ou não considerado irregular e qual o critério.

De qualquer modo, se prejudiquei o autor, peço desculpa.

-com-dá+ disse...

É assim mesmo courgette! Já dei o meu voto.
O trabalho dele merece.

Abobrinha disse...

- com - dá +

É mesmo isso: o trabalho dele merece! Não é batota, não são amigos poderosos, não é sorte: é muito afinco, gosto pelo que faz, iniciativa e imaginação.

A parte do rabo jeitoso é marketing e eu pelos vistos tenho um talento não explorado para marketing (e para abrir a boca e dizer aneiras de vez em quando).

E é por isso que ele merece a porra do carro e o respeito dos restantes designers!

Abobrinha disse...

E gostei dessa da curgete!

Krippmeister disse...

Esta fase é um bocado ingrata porque tem menos a ver com o design e mais a ver com engenharia social. Por isso mesmo a melhor maneira é sempre passar o mais despercebido possivel, sem no entanto reduzir a exposição do desenho. Complicado...

Abobrinha disse...

Herr K

Bem, da fama de batoteiro não te safas. Não por o seres, mas por estares em primeiro lugar.

Lança mais um pouco de charme e elogia mais umas pranchas (nem que se pareçam com papel de parede) e apela ao desportivismo. Explica como fizeste o boneco. No fundo, tens que demonstrar o teu charme, o que não é difícil.

Claro que dizer (como o Carlissian) que tem 200 computadores na empresa não é nada inteligente! Dito isto, fazer uma prancha com o Mendel e a tabela de hereditariedade das ervilhas... ... ... pá, eu gosto tanto de hereditariedade como o meu próximo... mas não tentaria ganhar um concurso de design com isso! Sobretudo escarrapachando o método de batota na caixa de comentários e ainda gozando com os outros! Este não tem uma prancha pequena: tem mesmo falta de neurónios!

Não posso fazer mais em termos de votos. Agora estás por conta do teu charme e dos restantes amigos. Boa sorte, pequeno!

Abobrinha disse...

Toda a arte tem que ver com engenharia social. Como tudo o resto. E tu és popular como pessoa e bom no que fazes! Por isso tá-se bem!

leprechaun disse...

Mas que menina insistente, tão febril e delirante!!! :)

E o que ela promete tanto e já cumpriu entretanto!

Pois eu prefiro esta família portuense das sementes... aos tais lisboetas mais distantes!

E só em TI votarei...

Rui leprechaun

(...ó Princesinha de lei! :))