sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Respostas ao consultório sexual - semana 2, parte 1

farfalho, o maltês disse...

Sempre acreditei na profundidade da mulher.Como é que aguentavam mais ou menos 22cm e às xxxx a pedirem para desatar o laço?
8 de Fevereiro de 2008 9:20

Pharphalho

Desde que se iniciou o rodeo à americana no nosso país, todas as mulheres portuguesas (em solidariedade com os bois) pediram para desatar o laço, numa grande demonstração de profundidade de pensamento. Para boi 22 cm é muito pouco; claro que se se tratar do vitelo que esta cidadã se dedica a laçar, então já é um bom número.


fodassequeestouatrasado disse...

porque é que a mulher nos dá roupas que sabem que não vestimos?Isto não é sexo? É pois!
8 de Fevereiro de 2008 13:48

Fodassequeestouatrasado

Antes de mais estar atrasado, em sexo é às vezes estar mais à frente (se for a mulher e o assunto for a partida que opõe o Benfica às bolas já é outro assunto).

O sexo é como a arte: do mesmo modo que tudo é arte e arte é tudo, sexo é tudo e tudo é sexo. Logo, se uma mulher dá roupa que se sabe que os gajos não vestem, isso é sexo.

As mulheres são seres maquiavélicos e quase tudo o que fazem tem segundas intenções. Quando se dá roupa ao namorado é com intenção de agradar e ao mesmo tempo rebaixá-lo à falta de estilo que se sabe que ele tem. A mensagem subliminar é: filho, não te vestes em condições, por isso eu cuido de ti e visto-te eu (e dispo, escusas de estar com o trabalho e a mim não me custa nada e ainda te dou uma massagem... onde quiseres).

Ao casar ou juntar os trapinhos a mensagem e intenção são outras: eu sei que não vais gostar e não tens pachorra de ir trocar, por isso eu vou lá e troco por uma cena qualquer para mim que eu goste. Desenrasca-te com essas T-shirts horrorosas, que é a ver se não engatas mais ninguém.

Se houver filhos então a vantagem ainda é maior: troca-se a peça de roupa que o marido não quer por um jogo para a Playstation e dessa maneira entretém-se todas as crianças da casa. Marido incluído.

Já agora, sabes qual é a semelhança entre a playstation e as mamas de uma mulher? É que ambos foram feitos para os filhos, mas são os pais que brincam com elas!


dizemquenaoseentendeoqueeudigo disse...

Abobrinha, génio e padroeira das causas perdidas


O meu namorado, quando eu lhe peço para... bem... e depois... sabes... ele... não... quer dizer... . Percebes? E eu não sei o que fazer.
8 de Fevereiro de 2008 14:26

Dizemquenaoseentendeoqueeudigo

Antes de mais, não estou bem a ver a origem do teu nick. Importas-te de fazer um desenho?

O teu problema é claramente abrires a boca para falar. Sugiro que quando abrires a boca em presença do teu namorado em vez de falares aponta e faz gestos. Funciona sempre! Já agora obriga-o a fazer o mesmo. Falhando tudo, há canais de cabo especializados, muito didácticos, sobre a natureza... humana.

Se tudo o que falei acima falhar, proponho uma pintura de cabelo: várias demãos de tinta preta pode ser que disfarcem a tua cabeleira loura.


estouumbocadoencaralhado disse...

Abobrinha


É verdade que tens o rabo gordo?
8 de Fevereiro de 2008 14:27

Estouumbocadoencaralhado

E ainda perguntas porque é que estás um bocado enc***? Sugiro que o metas pelo teu rabo acima e depois me digas se o teu é gordo. Se gostares deixa de ser relevante. Se não gostares, experimenta outra vez a ver se passas a gostar. Se ainda assim não funcionar, faz um upgrade para o cabo de uma vassoura ou o tubo de um aspirador. Se o ligares, certifica-te que tens o telefone ao pé porque pode correr qualquer coisa mal e assim podes chamar o veterinário mais rápido.

asgajasnaomeligamenaoperceboporque disse...

Abobrinha


Tira-me esta dúvida: trabalho todo o dia, evito más companhias, não inicio conversas se a pessoa não parece de boa índole (ou seja, já não converso com ninguém que não o meu gato há 4 anos), passo as noites a jogar playstation (sou veterano de tendinites), não tomo café, sou abstémio, não como nos restaurantes em que a ASAE foi há mais de 4 meses, não saio à noite e só compro roupa que custa menos de 20 euros e não foi produzida em países que usam mão de obra escrava (o que, parecendo que não, é limitativo).


Ao fim de semana tenho por hábito ir dar pão aos patos no parque (de luvas cirúrgicas e máscara, por causa da gripe das aves), numa clara demonstração de bom coração (foi o que li na wikipédia e no blogue naobatobemdoscornos.blogspot.com).Sendo eu claramente tão bom partido, porque é que as gajas não me pegam? Será por eu ser louro?
8 de Fevereiro de 2008 14:33

Asgajasnaomeligamenaoperceboporque

Deixa-me ver: calças 47! Acertei? Claro que acertei! Sabes porquê? Porque és santo! Os santos têm que ter pés grandes, para se manterem em pé no altar. Portanto a minha sugestão é que laves os pézinhos, vás para o altar e pronto! No altar não há gajas, pelo que tens o problema resolvido por natureza.

Mais que isso, há gajas que se divertem a levantar a saia aos santos para lhes verem os pés, o que constitui uma clara melhoria em relação à tua situação actual. O que nos leva à questão de porque é que todos os santos andam de saia, mas isso agora não interessa nada.

doidamasnãotarada disse...

Cara e magnifica Abobora magica,


Porque será que alguns homens tem a mania que as mulheres caem de 4 por eles, será que não tem espelhos em casa?
8 de Fevereiro de 2008 16:31


Doidamasnãotarada

Sabes, o ego é uma coisa que prejudica gravemente a saúde. Quem o tem seriamente acima do nível recomendado pela OMS corre sérios riscos de perder a visão e de perder o juízo. E sabes porquê? Porque passa tempo demais a masturbar-se, o que pode causar cegueira e problemas psiquiátricos, como toda a gente sabe.

Urge combater o ego exacerbado de muitos meninos que para aí andam, pondo-os no devido sítio. Os espelhos não adiantam, porque por esta altura o mal já está feito.


gostodeapanharnorabomasnãosougay disse...


Cara Abobrinha,


Ultimamente tenho um problema que me anda a preocupar. Acontece que tipicamente as minhas ejaculações eram extremamente volumosas (perto de 15 cl),mas ultimamente têm diminuído bastante. Inicialmente pensei que fosse de me masturbar a ver porno na internet entre relações sexuais (que há alguns anos acontecem todos os dias), mas tentei parar de fazê-lo durante uns tempos e não resultou. Agora praticamente não consigo encher o depósito do preservativo. A minha namorada pensa que ando com outra, mas eu sempre fui fiel.


Continuo atraído por ela e o sexo é bom, mas simplesmente ejaculo pouco. Estarei a perder a minha masculinidade?! Será que já não amo a minha companheira? Será que o facto de a minha namorada ter ganho o hábito de me apertar os testículos com toda a força enquanto ejaculo (leu algures que fazia bem ao fígado) tem alguma coisa a haver? Estou com muitas dúvidas!


Obrigado pela atenção!
8 de Fevereiro de 2008 17:30

Gostodeapanharnorabomasnãosougay

A tua namorada é fresca, é! O que ela não de disse foi que no blogue em que isso veio (leitedeburrofazbemàpele.blogspot.com) ensinava a fazer a colheita na fonte, que era para não oxidar e perder propriedades. Ou não me digas que nunca reparaste no tubinho que ela tinha na mão quando ela te espremia o tomatal?

A cena de ciúmes era uma sugestão de um post do dia 30 de Fevereiro do ano passado a dizer que a incerteza aumentava a capacidade de produção? Já agora, não reparaste como está luminosa a pele dela? Ah, pois! Não te preocupes que não é para engatar ninguém: é para se gabar às amigas, nos intervalos do tempo em que não diz mal de ti e como não és competente na cama.


aminhavaginaduranteoorgasmopareceafozdodouro disse...

Cara Abobrinha,


Há uns meses o meu namorado começou a insistir para fazermos sexo anal. De início estava com medo, mas lá aceitei porque no fim de contas queria apenas fazê-lo feliz. De início provocou-me uma dor aguda muito intensa, mas ele lá me deu uns relaxantes musculares e a coisa lá passou. No entanto, no final tive o orgasmo mais intenso que tinha tido até ali. Foi uma explosão de prazer que pensei não ser possível. Desde então que apenas tenho orgasmos com sexo anal.


O meu namorado já tentou de tudo, desde produtos afrodisíacos até vibradores. Até o sexo oral, so mesmo se for no anús é que me dá orgasmos. Será que fiquei frígida?!
8 de Fevereiro de 2008 17:48

Aminhavaginaduranteoorgasmopareceafozdodouro

Não há mulheres frígidas, o que há são más línguas.

Um homem feliz é um perigo: deixa de se esforçar! Foi claramente o caso: deste-lhe o que ele queria e ele agora não quer outra coisa. Ao ponto de não se esforçar para te abrir a porta da frente. Ou achavas que o defeito era teu? Nah! Isso é uma trama bem urdida pelo teu companheiro para só queres o que ele quer.

Dito isto, se a tua vaginaduranteoorgasmopareceafozdodouro, isso quer dizer o teu rio é muito sinuiso e não é navegável. O sinuoso parece-me a percurso do tubo seminífero até à (ahem) foz e o não navegável… é não navegável, ou queres um desenho?

Assim sendo, cada qual dá o que pode e a mais não é obrigado!

2 comentários:

Crestfallen disse...

Ahahaha, essa resposta não se enquadra com a realidade... pois a roupa que elas me dão é assustadora, se a vestisse parecia uma árvore da Natal!!

Abobrinha disse...

Crestfallen

Pensei que tinha sido um homem casado a colocar a pergunta. Sendo assim o teu problema é outro: tens tido namoradas com falta de gosto ou com fantasias com o Pai Natal. Aí sim, podemos ter problemas sérios e do foro psiquiátrico.