terça-feira, 19 de agosto de 2008

Gajas com défice de beleza e gajos com défice de ambição

Saquei isto da edição impressa do Público:

"O presidente da câmara de uma remota aldeia mineira australiana fez um apelo pouco habitual num jornal, dizendo que "com cinco tipos para cada rapariga, sugiro que mulheres com défice de beleza venham até Mount Isa".

Apesar de ter usado um termo politicamente correcto para designar as mulheres mais feias, o mayor John Molony não se livrou de críticas por sugerir que estas teriam mais facilidade em encontrar um parceiro numa localidade com tantos homens e tão poucas mulheres, conta a estação de televisão britânica BBC. Ainda assim, Molony mantém o que disse, garantindo que "é mesmo assim". Mount Isa tinha em 2006 apenas 819 mulheres entre 20 e 24 anos, num total de mais de 21 mil habitantes.

"Acredito que devemos cuidar bem das mulheres", disse Molony, defendendo-se das acusações de sexismo que inundaram os media, tanto de mulheres como de homens. "Sei que há cinco homens para cada mulher [em Mount Isa]. Se é esse o caso, então talvez essa seja uma oportunidade para algumas mulheres sozinhas." "

Oube lá ó meu morcom... já te ocorreu que os blokes daí sejam em quantidade e não em qualidade e tenham espantado as sheilas??? Na volta a desproporção deve-se mais a isso que a algum fenómeno de fertilidade esquisito!

Além de tudo és pouco ambicioso: podias ter tentado recrutar gajas giras, não achas? Na volta és tão feio e tão incompetente que nem tentaste (sabias que nem valia a pena)! Ou então deram de tal modo cabo dos coelhos para o teu lado que já nem inspiração tens. Sendo bom para a vida selvagem nativa, está a dar cabo da população humana (o que pelos vistos pode nem ser mau).

Meninos e meninas que não estejam de férias: toca a comentar!

7 comentários:

Joaquim Simões disse...

Olha, aqui há uns anos, em toda a Austrália, a proporção era de 10 homens para cada mulher. Se nessa localidade já só é de 5 contra 1 (sem malícia...!), a coisa não está nada má.
Não te esqueças de que a Austrália era, de facto, uma enorme colónia penal inglesa, o que significa que a homenzarrada de lá, no início, devia ser jeitosa... Desde sempre que os tipos procuraram incentivar o mulherio a emigrar para o meio dos cangurus e a prender-se a eles.
O resultado? Bem, os Bee Gees foi o que se ouviu, mas sempre há a Nicole Kidman...

Abobrinha disse...

Joaquim

... eu não acredito que deixei passar essa dos 5 contra 1... isto está mesmo mau!

Para que conste, eu gosto do aspecto do moço mais alto dos Bee Gees (agora lembrar-me do nome dele já é outra história). E o Heath Ledger? E o Russel Crowe? E o Mel Gibson? E os surfistas desmiolados? Ah pois! E depois, a Nicole Kidman tem voz de cana rachada, como qualquer pessoa que tenha tido a insensatez de ir ver o Moulin Rouge te poderá dizer.

Joaninha disse...

Abobrinha,

Não te metas com a Nicole, não vale a pena, todos eles adoram a Nicole. Eu cá acho que aquilo sim é que são umas pernas fabulosas, mas a carinha é um pouco deslavada. A outra aCharlize Theron, essa sim é de cair para trás e tb uma digna representante da colonia penal inglesa (AKA Australia)

Eu não estou interessada, o sotaque dos gajos arranha-me os ouvidos e aquele pais tem uma média de 350 mil aranhas venenosas por habitante, dai a minha total falta de interesse no assunto. MAs conta a Blonde que os sapatinho são muuuuito baratinhos...huummm, estou a divagar, esquece.
Beijos

Joaquim Simões disse...

Abobrinha:
Eu estava só a referir-me à musculação espiritual de origem dos australianos, aquela com que eles deram cabo dos aborígenes e que os faz cantar e fazer música como os Bee Gees. E se calhar, o homem ainda guardou qualquer herança da cambada inicial.
A menina é que... pensa logo noutras coisas. A menina não tem emenda. Ele é Russell Crowe, ele é surfistas...
A Nicole, bem!, a Nicole é a Nicole.
(se me tomares a sério, nunca mais te falo!)

Joaquim Simões disse...

Joaninha:

"a carinha é um pouco deslavada."
Blasfémia!!!!!
Tem sal que se farta!

"A outra a Charlize Theron, essa sim é de cair para trás"
Ou para outro lado qualquer...! Não sabia que a moçoila era australiana.

Abobrinha disse...

Joaquim

... musculação espiritual... e o que é que isso interessa? Para ver em filmes pode ser burro que nem um cepo, mas tem que ser lindo ou interessante! Na vida real é que já contam outros valores, mas para fantasia prefiro Russel Crowe.

Abobrinha disse...

Joaninha e Joaquim

A Charlize é sul-africana e faz parar o trânsito.

Acho a Nicole um espanto a todos os níveis (rosto, corpo, sentido de moda)... mas não sabe cantar e não se fala mais no assunto a não ser que me devolvam o tempo e o dinheiro do bilhete do Moulin Rouge. E tem mau gosto em homens (se bem que parece que deu umas cambalhotas com o Lenny Kravitz, o que mostra que há esperança).

Em contrapartida ouvi-a uma vez dizer que não queria ter a cabeça cheia de fórmulas e mais não sei quê (o pai é bioquímico ou algo assim), o que revela que de facto é loura. É ainda revelador do excessivo culto do corpo e boa forma física que caracterizam os australianos (nas palavras de um amigo meu australiano), o que não abona muito em favor dela. Mas é linda e quanto a isso não há argumento!