sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Consultório sexual, the sequel - Episódio 1

O episódio zero do consultório sexual, the sequel da semana passada foi um sussexo absoluto: teve dúvidas que não lembram ao diabo, nicks imaginativos e mais ou menos anónimos e sobretudo... não se aprendeu nada!

Da semana passada ficou lançada a confusão (que é o que se pretende) entre espremedores de citrinos, vibradores, saltos altos e batedeiras. E acho que me vou tornar revendedora da Ann Summers! Aprendeu-se ainda qualquer coisa sobre a relação entre bebidas alcoólicas e sexo (concretizando: não se aprendeu nada!) e sobre os efeitos da "criadaaaaaaage" na nossa vida sexual. No caso desta última relação ficou também sem se aprender nenhum, que era exactamente o que se pretendia! Mas foi divertido, que era o objectivo principal!

Esta semana, depois do episódio piloto, temos o episódio "pilota": o episódio 1! Este é a doer! Apelo aos sem-vergonha dos tarados dos meus leitores que coloquem as dúvidas o mais inacreditável possível sobre a vida sexual ou sentimental. A vossa, a do amigo, a do cão da vizinha, dos pinguins do Ártico, dos estorninhos ou das lemas marinhas. Vale tudo menos arrancar olhos (e mesmo isso é negociável).

Lembrem-se: o anonimato é não só tolerado como encorajado mesmo. De preferência com os nicks mais incríveis que consigam arranjar. O importante é mesmo não se aprender nada!

Afinfem-lhe!

2 comentários:

Elah Dtude disse...

Cara Menina Abóbora:
A minha namorada tem um clítoris avantajado. Sendo eu piloto, chamo-lhe, por brincadeira e durante as nossas brincadeiras, Pipilota. Acha que isso poderá prejudicar a nossa relação, ou até mesmo, invertê-la?

Tó Lapi disse...

Abobrinha:
O meu namorado tem um pénis pouco desenvolvido. Noutro dia, ia chamar-lhe mesmo pilota, mas contive-me a tempo. No entanto, por acto falhado, chamei-lhe pitola. Ele fez uma cara esquisita. Não sei se pensou que eu estava a insinuar que aquilo parecia uma pistola de brinquedo, para cianças, se achou que eu queria dizer que aquilo não valia um bom pito...
O que acha disto? Poderá ele vir mesmo a tornar-se violento?