sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Sexo e longevidade

Alguém me anda a enganar!

Era a centenária que tinha chegado aos 163 anos (mais coisa menos coisa) porque não tinha comido a minhoca.

Era a minhoca que vivia o dobro por não ser comida (não houve consenso quanto à espécie da minhoca em causa).

E agora dizem-me que a prática conhecida como "garganta funda" dá para chegar aos 95 anos? Algo me anda a escapar!

NOTA 1: Pensei que o homem já tinha morrido.

NOTA 2: Não sei bem o que é a tal "garganta funda", mas parece que envolvia enrabar o Nixon sem vaselina. Pareceu doloroso, não creio que o próprio tenha tido prazer, mas acho que deu orgasmos múltiplos a muita gente, por isso deve ser uma boa sugestão para o consultório sexual de hoje.

13 comentários:

Sadeek disse...

ó minha linda...de 95 para 163 anos ainda vai uma grande distância, não? Aliás, em muitos países 68 anos dá para ser considerado o prazo de duas vidas. Anyway...continuo na minha...só pode ser considerado viver se... :D

BEIJOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

L!NGU@$ disse...

O senhor garganta funda tem pouco a ver com sexualidade.

Ele é assim apelidado por ser bufo.

Blondewithaphd disse...

Ó pá, isto a malta lê com cada uma!!!!! Bem, se aqui a sexóloga diz que dá saúde e longevidade... Vá, dizias que se eu quisesse um post para descomprimir me escrevias um, não era?, então chega-lhe aí com tácticas de longevidade que a malta não está a pensar encostar às boxes tão cedo (ah, e p'rós copos também tamos aí!!!).

Anuska disse...

lolololololol
isto anda bonito anda ;p
Bom fds
Bjs

Ferreira-Pinto disse...

Eu, se me é permitido, declaro já que prefiro morrer novo!

Bacardi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bacardi disse...

Linguas

Essa observação é totalmente válida. Mas isto é o blog da Abobrinha. Neste antro da mais pura criatividade, todas as conversas acabam na cueca. Como vês, até a morte de alguém leva as mentes do pessoal para a pinocada. Claro que se fosse de outro modo, a coisa poderia ter mais interesse. Em última análise, até se aprenderia qualquer coisa. Mas isso é contra o espírito da autora. E está muito bem assim :P


E continuo a achar que se abstinência sexual for sinónimo de vida longa, no que depender de mim, não chego aos 40.

Abobrinha disse...

Sadeek

De 95 para 163 a distância parece ser o Nixon... não sei se ele era muito "grande", mas não quero saber...

O mais estranho desses 68 anos/ 2 vidas é que supostamente é nos países onde se come pouco. Mas isso são outras conversas, e quem levantou esse falso testemunho foi quem trabalhou com minhocas.

E sim, para se estar bem vivo, comer minhoca é bom! Com cuidadinho e juizinho, sem prejudicar ninguém, claro!

Abobrinha disse...

L!ngu@$

Bufo? Nah, o que me interessa são fufos: os que comem gajas! Os que comem minhoca não me interessam ;)

Abobrinha disse...

BLonde

Bem, a Joaninha deu-lhe bem com a badalhoquice e a boa disposição. Aliás, acho que é essa a arma nada secreta para a longevidade. Isso e montes de amigos!

Pela minha parte, vou tentar escrever posts bem dispostos para descomprimir. Mas se precisares de mais alguma coisa, grita, mulher! Não fiques aí a remoer sozinha, que não vale a pena!

Abobrinha disse...

Anuska

Acredita! Benvinda de volta ao meu tasco! Fazias aqui falta, mulher!

Abobrinha disse...

Ferreira-Pinto

Às vezes não se trata de morrer novo, mas de condensar numa vida muitos momentos bons... ... ... porra, isto agora foi lamechas! OK, comer também conta!

Abobrinha disse...

Bacardi

Claro que aqui não se aprende nada, mas as questões aqui não vão para a cueca: vão para a tirar, de preferência! ;)

E olha que este senhor ao praticar garganta funda fez mais gente feliz que a senhora que viveu até aos 195 (ou lá o que foi). Daí que ainda seja debatível se não chegas aos 40 ou se quebrarás a barreira dos 200... seja como for, está visto que não é aqui que aprendes!