segunda-feira, 5 de maio de 2008

Porque é que eu não quero ver o Leprechaun nem pintado de azul

Acredito que haja quem pense que eu estou a ser exagerada ao apagar sistematicamente os comentários do Leprechaun. É uma conclusão honesta, mesmo porque eu própria a dada altura também pensei o mesmo. E fui EU que o censurei.

Na realidade é estranho e eu nunca fiz isso antes. E olhem que tenho já um historial interessante de insultos neste blogue (que nem um ano tem!). Mas a insultos eu respondo! O problema mesmo é a perseguição: o filho da puta mandou-me e-mails, postais electrónicos com poemas (que eu não abri porque isso gera um aviso de recepção e isso seria dar-lhe importância). Não respondi a e-mail nenhum porque não quero e porque me assusta! Quer entrar na minha intimidade, quer saber onde moro, diz que me ama... que nojo!

Só para verem o desiquilíbrio do tipo, leiam isto: "Aliás, eu também já teria escrito à Cristy ou à Karin, se tivesse os mails delas. Se bem que pouco revelem de si nesses curtos comentários esparsos. Há também uma Joaninha, que até é um nome querido, mas que por qualquer razão não me seduz..." Isto foi uma das muitas coisas que ele me disse numa série de e-mails enormescos. Inicialmente lia-os, mas depois a vontade de vomitar passou a ser forte demais.

A realidade é que o Leprechaun tem-me perseguido no meu blogue e em todos os outros: publicitou o meu blogue num qualquer fórum do sapo, deixou comentários a seguir aos meus e a assediar-me (no mau sentido) no blogue do Jorge Fiel, do Nuno Coelho, no De Rerum Natura, do Ludwig, do ZumZumMatamoscas... que eu tenha dado conta!!! E a fingir uma intimidade que não temos nem quero ter. Isto não é um comportamento nem pouco mais ou menos aceitável e lembra-me porque é que eu mantenho o anonimato.

Na realidade o Leprechaun precisa de TRATAMENTO PSIQUIÁTRICO! Se és tolo vai tratar-te! Mas deixa-me em paz! Se algum dia me chegas a descobrir a identidade (seja por que motivo for), eu juro que chamo a polícia! DESAPARECE-ME DA FRENTE! Entretanto apago os comentários... mas aviso já que os tenho todos guardados... just in case!


NOTA: Atingi o meu limite: alguém POR FAVOR me ensine a bloquear o IP do Leprechaun!

50 comentários:

Joaninha disse...

Graças aos céus que não o seduzo ;)

Abobrinha disse...

Joaninha

Não tenho sorte nenhuma! Coisa boa não me aparece! Só merda desta!

- com - disse...

Estou banzado.
Eu pensava que ele era só um mistico lunático simpático com um grão na asa.
Magalhães Lemos com ele !!!

Anónimo disse...

Pois, a ingestão de tanto halucinantes nunca fica sem efeito de longo prazo sobre as células cinzentas, sempre supondo que se trata de alguém que (ainda) tem algumas. Mas se a coisa passou a assédio, convém tomar medidas mais rigorosas. Se não, mais vale rir.
Bjs
Cristy

leprechaun disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
leprechaun disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Abobrinha
não te preocupes com o gnomo. Como dizes, ele também trata a Crity e a mim com o que ele pensa ser intimidade.Who cares? Mando-te um poema da Mad que podes dedicar ao animal:)
the other day, upon the stair
I saw a man who wasn't there
he wasn't there again today
I think he's from the CIA
Bjs Karin
PS: é impossível um gatinho não ser uma doçura

Abobrinha disse...

Karin

Hi! Ao tempo que eu não ponho os olhos na MAD... que apropriado!

Eu não tenho medo do Leprechaun, mesmo porque ele não sabe quem eu sou. Mas é irritante e preocupantes ter um desequilibrado mental a perseguir-me por todo o lado QUE PODE! Nem quero imaginar se ele descobrisse o meu nome ou onde eu moro. Felizmente nem o IP me conseguem localizar.

Quanto ao gatinho, tens razão: simplesmente não é possível um gatinho não ser amoroso!

republicademocraticadosorrir disse...

Oi Dear, realmente é muito chato essta sensação de perseguição.
Já recebi até um mail, lembra-te?!!!
Bom, aguas passadas não movem moinho, mas concordo com sua opinião.
Mas se o tipo não consegue saber quem és, e gostas do anonimato, e sem saber maiores intimidades, não deixas alargar este imaginário que crias com esta pessoa, no momento em que pedes um pedido de socorro.
A net é assim, um espelho fragitorioso. bye bjimmentado.Eu guardo também o mail recebido, só que lá estava escrito que era em nome de uma amizade.
E o que escreve ele que te importuna?! palavras são apenas palavras, tintas, que vc guarda ou deleta e um dia rirás de tudo. O segredo é infelizmente aguentar este tipo de assédio. Não publique este mail, pois ao dar importância ao caso ele te perseguirá vitorioso.Como reli omail que recebi de ti, obrigado por ter escrito naquela epoca. bye

republicademocraticadosorrir disse...

vamos ver esta frase:
"A net é assim, um espelho fragitorioso. bye bjimmentado"
que deve ser lida assim:
"A net é assim um espelho fragmentado"
E tem mais, Acho estranho por demais este seu post, na medida em que existem soluções obvias que asinalo a seguir:
1- pedes a ele para liberar o blog dele e visitaremos e quem sabe opinaremos, já que gostas !
2- tens a solução de apagar os comentarios e submeter ao moderador
3-Fechas o blog para amigos por uns tempos.
4- Não deixas ninguem comentar por outros tempos.
5-Sabes tanto da net, e espantas com isso?
Existem blogs onde apareço e não publicam meus comentarios e não acho mal!
Gosto de ler.
Nada vi de irritante no Gargamel a não ser o gosto por poesias mais metafísicas (rsrsr)
E, se gostas de ser omo és, deixas os outros serem como são. bj

republicademocraticadosorrir disse...

ops, "assinalo" please! :)

leprechaun disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Joaninha disse...

Relativamente aos gatos estamos de acordo, então quando estão com aquele ar de "deixa-me em paz que estou a apanhar solinho" é de se comer!

Quando ao, tão bem nomeado pela Cristy, animal...Bom, enfim, todos temos as nossas cruzes, enfim...olha podia ser pior...calma, estou a pensar num exemplo....Não me vem nada agora, mas volterei em breve...hehehe ;)
Bj

Abobrinha disse...

Republicademocraticadosorrir

Eu já lhe pedi com jeitinho para se ir matar e não adiantou nada: anda com merdas de eu ter medo de mim mesma e não se dá conta que eu quero mesmo é que ele desapareça. A isto chama-se ser de compreensão lenta!

Pois realmente ele a dada altura disse qualquer coisa de ter contactado umas ninfas, mas eu pensei que tinha sido uma erva qualquer que tinha batido mais forte. Espero que um dia destes ao menos lhe dê diarreia!

Eu não quero activar a moderação nem fechar o tasco por causa de ninguém. Aliás, não queria sequer ter apagado comentários, mas isto é demais.

O que é que ele escreve que me importuna? Tudo! E em todo o lado, mas só consigo controlá-lo aqui. Nos outros sítios ele ainda não se mentalizou que não é benvindo, mas esses blogues não são meus.

Eu deixo-o ser como é... de preferência nalgum buraco longe de mim!

Abobrinha disse...

Joaninha

Não tenho sorte nenhuma é o que te digo! Mas ainda tenho fé que alguém me ensine a livrar-me daquela peste.

JPVale disse...

Bloquear o IP não é solução, porque há milhentas formas de dar a volta à proibição...
Estás a dar-lhe demasiada importância, ignora-o!

republicademocraticadosorrir disse...

Controla-lo?/que controle?hum , entendi, apagando as mensagens!
Devias desde o início te-lo tratado como o comum que ele é!Agora estás feita!
Talvez exista um conhecimento mútuo, ele abriu o blog em 2007, antes do seu.

Bizarro disse...

Medo... muito medo...

Por isso é que gosto de ser grande e forte com experiencia em artes marciais e outras coisas com potencial devastador que agora não me lembro quais são :)

Abobrinha disse...

Bizarro

E essas coisas em que és perito causam dor e sofrimento incalculáveis, certo? E és meu amigo, certo???

Abobrinha disse...

Republica...

Eu não o conheço de lado nenhum. Nem antes nem depois de blogue nenhum.

Abobrinha disse...

JP

Benvindo de volta. Ignorar o tipo não resultou até agora. Optei por rezar que haja uma brigada de intervenção rápida psiquiátrico que o leve para umas catacumbas quaisquer!

Eu tenho fé! Só espero que estar ao pé de tanto ateu não me enguice a reza. Bem, ao menos se for o caso, já tenho a quem culpar!

Golpedeestado disse...

ora, és criativa.. os próximos 200 posts escreves sobre o Leprechaun...abres um forum esclusivo
para ele, como este post... se não o fazes ele está a amar a situação.
Bem que ele poderia dar uma chance de lermos o tal blogue.. parece-me uma gruta do Ali babá ahahahahahah!
Falta o tal abre-te sésamo!!
Desculpa-me , mas fora os seus posts bem escritos, o Lelê (prechaun) foi a temática mais divertida daqui!
Sei, vais me degolar!!:)))
Ora, deixa lá o Gargamel! Srta. ssmurfete. Mudei de nick:/

Abobrinha disse...

Golpedeestado

Tretas é especialidade do Ludwig, não a minha. A minha é mais apagá-las.

Vou ver se arranjo tempo e inspiração para escrever a parte 2 da homeopatia.

Golpedeestado. disse...

pronto Abobora, vê se o Gargamel ultrapassa a LEI, encontrei em um blog indicado aqui.

Para terminar as citações da Deciclopédia (G. Haigh, Tinta da China, 2008) eis os "Dez Mandamentos da Ética Informática", segundo a Brookings Institution, Washington, EUA:

"1- Não utilizarás o computador para prejudicar outras pessoas;
2. Não interferirás com o trabalho, em suporte informático, de outras pessoas;
3. Não espreitarás os ficheiros informáticos de outras pessoas;
4. Não utilizarás o computador para roubar;
5. Não utilizarás o computador para prestar falsos testemunhos,
6. Não copiarás ou utilizarás software proprietário que não pagaste;
7. Não utilizarás os recursos informáticos de outras pessoas sem a devida autorização ou sem a devida compensação;
8. Não te apropriarás da produção intelectual de outras pessoas;
9. Pensarás nas consequências sociais do programa que estás a escrever ou do sistema que estás a desenvolver;
10. Utilizarás sempre o computador de maneira assegurar o respeito e a consideração pelos teus semelhantes."

Ludwig Krippahl disse...

Abobrinha,

Eu tenho um sistema simples, cómodo e com uma razão custo/benefício muito boa.

Não ligo.

Qualquer alternativa dá mais chatice.

Mas se quiseres experimentar um serviço como este, tenta. O problema é que tns que saber o IP a bloquear, o IP pode mudar e, além disso, estas coisas são fácies de contornar.

Por isso recomendo-te a minha solução. Funciona para qualquer IP e é incontornável :)

Anónimo disse...

Abobrinha
pois, como diz o Ludi, não ligues mesmo. A mim o gnomo parece-me um pobre coitado. Não diz coisa com coisa e revela uma falta de cultura geral monumental. Para ser um predador sexual falta-lhe subtileza e inteligência. O verdadeiro predador sabe seduzir e não irrita a vítima, certo? Alicia-a. Mas como observo, ele falha redondamente no que te diz respeito,assim ignora-o ou deixa toda a gente ler os posts que ele te envia para ele se enterrar sozinho.
Bjs Karin

Abobrinha disse...

Ludwig

Obrigada pela sugestão. Ocorreu-me realmente que possa bloquear o IP errado, mas de qualquer modo se a perseguição continuar arrisco.

Pode ser que realmente ele desista: já desistiu de me mandar mails, mas pelos vistos já incomodou leitoras minhas (ele mencionou quatro, mas até agora só a raiodesol/ republicademocraticadosorrir/ golpedeestado de acusou).

Vou optar pela estratégia que tenho seguido até agora, mas com o bloqueio de IP como alternativa. Mas não quero aqueles lençois de texto nojentos no meu blogue! Tretas é contigo! Nós é mais badalhoquice!

Abobrinha disse...

Karin

Ele não parece um predador sexual, mas que deve ter um desiquilíbrio psiquiátrico deve!

O meu problema é que ele ande a dizer coisas que assim não o são. Na net nada é privado e eu levo muito a sério a minha privacidade. Pelas coisas que escrevo, por viver num meio onde posso ser apontada (mas se for, sou, não quero saber) e pelo motivo mais "científico" de todos: porque sim! Acontece que o meu nick, não dando indicação nenhuma sobre quem sou é MEU! Muito meu!

Mesmo ninguém sabendo quem eu sou, afecta-me que alguém espalhe mentiras acerca de mim e que me assedie seja de que maneira for.

Mas estou a ver que tenho guarda avançada, o que é sempre reconfortante!

Abobrinha disse...

Dito isto, ou as minhas rezas já deram resultado ou o tipo ainda não acordou.

Joaninha disse...

Estou com o Ludi, lixa-te para o tipo, ele nem sequer é digno da tua irritação. E se pensares bem, imagina a solidão em que vive para ter que assediar pessoas que nunca viu pela internet desta forma. Coitadinho, deve ser um infeliz de todo o tamanho. Deixa lá!

Golpedeestado disse...

EU ACUSEI O QUE??não percebi?!
peço um retrocesso do júri.

Nada acuso o Gargamel nem a Abobrinha, pois de nada sei!!
:)))

JPVale disse...

Abobrinha,
Como escrevi anteriormente, esquece-o.
Fazes bem em juntar toda a tralha que te enviam, um dia, quem sabe, poderá dar jeito quando fores ter com o teu advogado... poderás não acreditar, mas resulta. No ano passado troquei mensagens com um jurista que, por causa duma amiga comum da blogosfera, esteve prestes a apresentar um caso semelhante na justiça.
Se rezar ajuda-te, uma marreta ajudar-te-ia ainda mais :)

leprechaun disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Abobrinha disse...

Está visto: os ateus andam-me a enguiçar a reza... ... mas são divertidos, por isso fiquem por aqui! Ao menos não fico sozinha!

Abobrinha disse...

Karin

Ocorreu-me deixar os comentários dele, mas os que deixa nos outros blogues (e em maior número e extensão no do teu irmão) já chegam e sobram. Além de que me enerva olhar para eles! Não quero aquela porcaria no meu blogue. Porque o blogue é MEU! E de quem eu gosto que me visite.

De modo que mantenho a decisão de os apagar: uma questão de poluição visual.

Abobrinha disse...

JP

O que as pessoas fazem com o anonimato é verdadeiramente impressionante. A internet e os telemóveis potenciaram esse aspecto encantador de muitas personalidades.

Eu comento anonimamente (Abobrinha não é propriamente nome de gente), mas não ameaço nem persigo ninguém. Não é verdade que escrevesse o mesmo que escreveria de nome próprio (basta ver os temas), mas a diferença não é assim tão marcada.

Não é a primeira vez que recebo mensagens de telemóvel anónimas ou de números que devem ser de algum modo descartáveis. Pior: é uma situação comum. E a polícia é menos que lenta e tende a desvalorizar estas coisas como infantilidades e manias de perseguição. Eu não acho que o assédio seja pouco sério nem deva ser levado pouco a sério.

E este tipo, inofensivo que seja, tem uma perturbação mental séria!

Krippmeister disse...

Fonix! Os comentários desse anormal já são tão maus que nem quero pensar o que serão os mails poéticos...

Não ligues moça, ele melga-te mais a ti porque acha que levas a coisa mais a sério.

Lepercone, deixa a abobrinha em paz. Mas queres melgar a Karin ficas á vontade, até te dou o mail. dcite@pj.pt

Abobrinha disse...

Herr K

O quê? Deste o e-mail da tua irmã? O que ela não partilha senão com as pessoas que mais gosta? O que ela nunca divulgaria para que não a incomodem com declarações de amor inflamadas?

És mesmo mau, pá!

Mas se estiveres com insónias, posso mandar-te um par de e-mails que ele me mandou! São o máximo!

Joaninha disse...

Abobrinha,
Manda aí os mails que eu ultimamente ando meia sem sono e como sabes com necessidade de me rir u bocado ;)

- com - dá + disse...

Dra. Abobrinha,

Está tudo explicado neste sitio .

Apresento-lhe só um cheirinho do animal :


" ...O que mais?
Novas descobertas feitas pelos espiões da Inteligência da Desciclopédia afirmam que os gnomos conseguem fazer de tudo menos como aumentar o tamanho dos seus pênis, ... "


Acho que isto justifica um tratado sobre a sexologia dos gnomos.
Afinal há que compreendê-los para saber lidar com eles !

Abobrinha disse...

- com - dá +

Eu tenho um post bestial na cabeça a esse respeito. Mas estou sem tempo e sem cabeça (sinceramente, mais sem cabeça, porque há coisas que eu consigo escrever rapidinho).

Aliás, eu tenho um monte de posts planeados, mas ainda não me saiu nada! Há alturas assim!

Anónimo disse...

Bruno
LOL
Podes-lhe dizer que também é o meu.
Cristy

Abobrinha disse...

Cristy

Estou confusa. Pensei que o teu era o hml@hmlemos.min-saude.pt

Abobrinha disse...

God bless the internet!

Bizarro disse...

Abobrinha,

Eu não sou a favor de violencia gratuita, por isso tens que pagar-me alguma quantia (pode ser em cerveja), e assim já não vai contra os meus principios :)

Eu ontem tive uma das minhas insonias e meti-me a ver The Unit até o dia nascer, descobri lá umas torturas engraçadas, mas nada bate a Inquisição, posso apontar-te algumas :P

Abobrinha disse...

Bizarro

Estás a falar com a mulher que foi ver a exposição "Instrumentos de tortura e pena capital" à Alfândega do Porto. Para quem não sabe, é um edifício granítico e com uma cave que eu não conhecia, com um pé direito baixinho, o que deu logo um ambiente altamente tétrico à coisa.

Levei essa exposição na desportiva nem sei bem como. Possivelmente porque ia preparada. Isto porque fui a Rotenburg ob der Tauber ao Krimminal Museum... mas eu não sabia que era a mesma coisa! Só que este tinha figuras! Saí de lá com os cabelos em pé e tive que me enfiar no museu de bonecas (espectacular!) para descomprimir.

... queres tremoços ou uns camarõezinhos para acompanhar a cerveja? Uns e outros não comprometem a tua linha (desde que não abuses da cerveja).

Se bem que o mais torturante aqui será mesmo o convite para a "bejeca"...

Golpedeestado disse...

Alem das exposições, existe um belo filme:
Fantasmas de Goya.

Bizarro disse...

azeitonas para acompanhar a cerveja é o melhor!

Mas no Porto só bebem super bock, e eu sou um homem da SAGRES! Quando deixar de beber cerveja acabam-se as incompatiblidades, até lá não há muito a fazer.

Abobrinha disse...

Bizarro

Azeitonas com cerveja???? Bem, tu é que sabes! Aceitas sociedade nas azeitonas ou és muito ciente das tuas azeitonas? (Mmmmm... isto pode ser mal interpretado...)

Em relação à cerveja propriamente dita, não faço ideia: eu odeio cerveja! Mas acho que aqui há a mesma coisa que aí em baixo. Acho que me lembro de ver sagres de várias raças, cores e feitios... mas não juro...

leprechaun disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.