quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Carta ao Pai Natal - parte 7

Caro Pai Natal

Tenho uma dúvida: as canções de Natal são todas parolas ou são só os parolos que as cantam? Não consigo decidir, mas doses maciças de RFM durante o dia mais música de centro comercial estão a pôr-me os nervos em franja. Eu sabia que devia ter despachado as compras em Novembro (e daí, talvez Setembro não tivesse sido pior). A possível excepção a esta regra é a "All I want for Christmas" da Maryah Carey, mas isso era se não tivesse aqueles sininhos horríveis. Baaaaaaaaaaaah!

Sinto-me inclinada para dizer que o Natal é uma época de parolice por definição! Senão repara nas imagens que te apresento. E aprende, que eu não duro sempre! Tu também não: como não existes, não tens propriamente prazo de validade! Às vezes é uma vantagem, estás a ver?

Olha, gajas de mini-saia, ar provocante e pernas de 3 metros não é receita automática para uma imagem sexy! Mesmo que algumas não tenha a certeza se é o look Mãe Natal, Capuchinho Vermelho ou Miss Esquina mais concorrida de monsanto (assegura o Herr Krippmeister que é zona de má fama, e possível origem de uma moça muito peculiar que anda sempre com a mão na massa).






A versão rústica do mesmo visual nem por isso é mais apelativa. Pelo contrário.

O look avózinha púdica (se possível) ainda é pior! E aquele batom vermelho com um vestido tão castrador... sinceramente não entendi! E o colar de pérolas... ai o colar de pérolas!



O que vale é que os homens também conseguem ser imensamente parolos. Possivelmente estes dois pensaram que tinham um desconto de casal.


Não sei o que pensar destes. Mas o cão é nitidamente do Benfica (clube de parolos por definição: falo por conhecimento de causa), dado que adoptou a coloração da nova camisola. O calção prateado ali do "pale force" é claramente uma alusão a um anterior equipamento, igualmente parolo. Mais: desconfio que os chapéus é mesmo só para enganar e isto não tem nada que ver com o Natal!


Esta imagem seria equivalente às representações de cenas de natividade pintados na porcelana chinesa (com olhos rasgados, como se Maria e José fossem chinocas), mas na última carta (última imagem) acho que demonstrei que os orientais não ficam nada a dever à parolice! E não, eu não sei o que é um Naked Christmas , mas já começas a ver os termos de busca que usei para obter estas imagens!



No rol de queixas de parolices tenho ainda que acrescentar fitas horrorosas de hiper-mercado para colocar em árvores de Natal, bolas do mais kitsh possível e iluminações domésticas perfeitamente lamentáveis e escusadas. Isso para não mencionar a feira de vaidades na televisão de "galas" e "galos" com os mesmos do costume a fazerem as mesmas figuras tristes. Com o problema que com o passar da idade ficam cada vez mais chechés e teriam obrigação de ter juízo (e de chechés estou a falar de trintões a trintões vezes 2). Mas isso agora não interessa nada. Já agora, o Natal dos Hospitais ainda é vivo? Credo, não consigo pensar em melhor motivo para se ficar bom!

Claro que Natal não é só parolice, e junto com estas... coisas... há outras fantásticas como as iluminações de Natal do Porto e a árvore que está nos Aliados (não posso falar de mais nenhuma cidade por falta de conhecimento de causa). A minha primeira tentação foi dizer que a árvore era uma piroseira, mas isso foi antes de a ver! E antes de gostar dela já tinha visto a animação que trouxe à baixa (no dia em que a árvore foi acesa eu fui a única pessoa a passar por ela e não a ver). Só por isso já valeu a pena fazê-la. Além de que foi dos poucos casos em que grande coincidiu com grande coisa. Tenho que ir ao Porto à noite para apreciar as iluminações devidamente, mas isso só deve acontecer depois do Natal. Não contes com fotografias: o meu nick é Abobrinha, não é Allanah. Para tirar más fotografias é melhor estar quieta!
E depois, juntar a família para o Natal é uma boa desculpa como outra qualquer.
Mas que fique bem assente que tu não existes, está bem? O facto de eu conversar contigo só prova o quão avançada vai a minha demência (detectada assim que nasci). O facto de não falares comigo não tem assunto nenhum: acontece-me o tempo todo. Essencialmente com homens: acham-me muito palavrosa. Não sei porquê.
Com os melhores cumprimentos
Abobrinha

6 comentários:

JPVale disse...

Olá Abobrinha (Aboborinha, Courgettezinha, etc),

Depois de olhar para as fotografias dos Pais e das Mães Natal chego à conclusão que não perdi patavina por nunca lhes ter desentupido a chaminé e/ou o exaustor.
Ainda pensei colocar este link no sítio da Joaninha mas creio que este blog é o mais indicado, dá uma olhada a este artigo "café, chocolate e sexo".
Já que o sexo ajuda a pensar em novas ideias e a encontrar soluções para os problemas, recomendo vivamente ao Casal Natal que o distribua pelos Deputados e Governo desta Nação. Agora não há desculpas para ninguém.
Boas... ...

Abobrinha disse...

JP

Caramba, não só estás de volta como estás de volta em grande estilo!!!

"Se quer estimular o cérebro, coma chocolate preto, faça bastante sexo, beba café moderadamente e consuma alimentos frios ao pequeno-almoço. Também é melhor que não passe muito tempo com quem só sabe reclamar da vida e ainda não fume marijuana, não veja telenovelas e não consuma muito álcool e carnes vermelhas."

Mmmm... parece-me alguém que eu conheço há 33 anos!

"De acordo com a obra, a penetração durante o acto sexual aumenta os níveis de oxitocina, que estimula o cérebro a pensar em novas idéias e soluções para problemas, enquanto que o pós-coito aumenta a quantidade de serotonina, estimulando a criatividade e o pensamento lógico."

É uma boa desculpa como outra qualquer! Uma vez também li qualquer coisa acerca de o sexo oral diminuir o risco de cancro da mama... quer dizer... ... ...

Acho bem que não vás contaminar o blogue da Joaninha: para isso basto eu! Este aqui já é um caso confirmado de devassidão e parolice, por isso não faz diferença. Usa e abusa!

Osvaldo Lucas disse...

Li recentemente que
"Pai Natal, se estavas a perguntar... sim, este é um post para encher chouriços porque estou um bocado à míngua em termos de imaginação e as audiências estão a cair! Isto de uma por dia dá cabo de uma gaja e eu ando meia loura".

Falta de chocolate preto?

Abobrinha disse...

Osvaldo

Não me falta chocolate. Se bem que o sabor bauninha e banana slit também estão na ordem do dia. O café é que me tem andado a bater forte e feio!

Nah, isto é cansaço: uma por dia, às vezes mais dá cabo de qualquer uma! Já viste a contabilidade de posts deste mês? É de cair para o lado!

CRN disse...

O ante-penúltimo, penúltimo e último.. nao sao o objecto do meu interesse, p'lo demais, em que país tao avançado lhe deram assistentes deste tipo ao avôzinho? Finlândia, Suécia, Costa da Caparica??

Abobrinha disse...

Caparica

Não me lembro: apanhei imagens de todo o lado. Assumo que sejam americanos, mas a parolice é uma força muito poderosa. Sei que procurei sempre em inglês no google.

São muito parolas, não acha?!!!

Mas eu hei-de postar umas mais... jeitosas... eje... eje...