quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Socorro!!!

Bem, as outras são parolas, mas isto... falta-me o adjectivo.

Como estou no caminho da parolice, vou sacar de um argumento bacoco: ó mouros, deixem o vosso lixo ao pé de vossa casa! Não venham deitar lixo para o nosso lado!

Suponho que é óbvio que o parágrafo anterior é no gozo!

14 comentários:

CRN disse...

Um producto, ainda que surrealista, da sociedade para a qual nos empurram.
Eu adjetivaria como cromo!

Abobrinha disse...

Caparica Red Neck

E porque não extra-terrestre? Aquilo não é deste mundo! Não pode ser! É um horror! E pior ainda é que há quem veja! Que nojo!

Cromo não está mau, mas acho que parolo para ele seria mais insultuoso.

Com tranquilidade Al Mouro disse...

Abobrinha,

Aquilo do patrocinador ser o Cavalinho dá que pensar...

Krippmeister disse...

Pagaria 100 euros para poder espancar este cretiníde durante uma hora. Mas antes teria que pôr as vacinas em dia.

Abobrinha disse...

Her Krippmeister

Olha lá se ele ainda te pagava para lhe bateres mais uma hora e tal: esqueces-te que ele anda de cueca fio dental!

Não precisas de actualizar o boletim de vacinas: aquilo não é bem um ser vivo, pelo que não deve haver problema! E a parolice não é contagiosa para pessoas com mais de 3 neurónios. Pessoas com sentido de humor são imunes.

Abobrinha disse...

Com Tranquilidade

De facto, o cavalinho não devia ser o patrocinador: devia ser o burro! Ou o camelo!

Sim, eu entendi a sua lógica, mas aproveitei para acrescentar outra piada!

Já agora, fica a saber que aí um mês antes foi convidada a Sónia Araújo. Porra, que aquilo parece um antro de parolada! No cartaz que anunciava a Soninha dizia "oferta de gifts". Pois... pode ser!

Com tranquilidade disse...

Abobrinha,
Abobrinha,

A Sónia e ainda prendinhas? ... quais prendinhas? Também quero!!!

A "coisa" ofereço como prémio de consolação... ao cavalinho, ao burro ou ao camelo.

Ganda texto oh Abobrinha, aquele lá do Henrique Monteiro.

GRRRRRRRRRRRR!!!!!!!!

indomável disse...

Cabacinha amiga,

A menina diz que pessoas com mais de três neurónios são imunes À parolice? E isso quer dizer que as que só têm 1 correm o risco de ser infectadas?
Então e eu? Como é que fico? Eu que admiro tanto o "jet-set" nacional?
Tenho que me manter afastada?
Bolas! Eu bem sabia que devia ter feito o transplante de cérebro!

Joaninha disse...

Calma lá que este tipo não é do sul, ele nasceu em outro continente menina!!
Nós temos para cá coisas muito estranhas mas isto não é lixo nosso, isto foi alguem que importou para cá!!

Joaninha disse...

Olha e isso dos 3 neuronio como é?
Estou com a Indomavel, sabes muito bem que eu só tenho dois, isso quer dizer que tenho de me manter afastada de qualqer sinal de parolice que se me cruze no caminho. Meu Deus se calhar já fui infectada e não o sei!!

Abobrinha disse...

Indomável

Não confundir o COm Tranquilidade com o Herr Krippmeister, apesar de eu desconfiar que eles andaram na escola de badalhoquices juntos. Se não andaram juntos, pelo menos fizeram algumas cadeiras comuns!

Abobrinha disse...

Indomável e Joaninha

Parece que meti água na história dos neurónios, mas é mesmo só aparentemente. Se repararem, eu acrescentei que pessoas com sentido de humor estão imunes. Mas também disse há um par de posts que sou um bocado parola. O que eu nunca disse foi que o que eu disse fazia sentido: vocês é que assumiram isso, ignorando o lema do blogue (aqui não se aprende nada!).

E depois, a contagem de neurónios não é uma ciência exacta! Quem diz um diz dois... ou três, ou 300 ou 3 milhões! É a mesma coisa, mais neurónio menos neurónio. E vocês as duas parecem fazer uso do total de três neurónios que dizem ter. É como o tamanho nos homens. Mas no caso de eles não serem competentes, há sempre acessórios! No nosso caso, basta pintar o cabelo de louro!

Em todo o caso, já activei o parolómetro nos vossos blogues (não notaram que aquilo andou mais lento nestas últimas horas?) e não detectou nada! Estão como o aço!! Mas não me peçam para repetir a medição, porque a seguir fiz uma medição neste estaminé e aquilo estourou e começou a deitar fumo!

Abobrinha disse...

Joaninha

Se reparares, eu estava em modo parolo quando disse que o Zé era do sul, por isso não conta. Contudo, chamá-lo africano é um insulto aos africanos. De mais a mais, eu não tenho bem a certeza que ele tenha nascido neste planeta! E nem quero saber!

Abobrinha disse...

Com Tranquilidade

Obrigada pelo elogio. Mas agora aquilo está a ficar um bocadinho confuso e com ruído a mais. Um pouco por culpa da porcaria das caixas de comentários. Mas chamarem-me elitista teve a sua piada!

Um dia destes escrevo um post sobre educação. Ou não! Não sei! Quando as fufas deixarem de dar!